Blog do Bruno Voloch

14/02/2009

Bento luta para seguir no vôlei

Clemente Mieznikowski, dirigente do Bento Gonçalves, admitiu essa semana que o clube atravessa sérios problemas financeiros e pode até deixar de investir no esporte se não surgirem novos parceiros.   

O time venceu apenas 2 jogos em 17 partidas disputadas até agora. Montado em cima da hora para jogar a Superliga, Bento tem decepcionado nos resultados e na campanha desta temporada .

Apesar dos resultados negativos, Rogério Ponticelli segue como técnico. 

Por Bruno Voloch às 13h41

Mundial infanto tem sedes alteradas

A Federação Internacional de Volleyball vai mesmo alterar o local do Campeonato Mundial Infanto-Juvenil masculino, na Itália.

O mundial seria jogado em Reggio Calabria entre os dias 21 e 30 de agosto, e agora acontecerá uma semana depois entre 28 de agosto e 6 de setembro e nas cidades italianas de Bassano Del Grappa e Jesolo.

O Brasil que é dirigido por Percy Onken, foi campeão em 1989, 1991, 1993, 1995, 2001 e 2003.  

Por Bruno Voloch às 13h26

12/02/2009

Seleção feminina volta a disputar Copa Montreux

Depois de 3 anos ausente, a seleção feminina voltará a jogar a Copa Montreux, uma das mais tradicionais do calendário mundial e que marca o início da temporada 2009.

Nas últimas vezes que jogou a Copa, a seleção conquistou o título nas edições de 2005 e 2006.

Itália, Cuba e China confirmaram presença também na Suiça. A 25º edição da Copa Montreux acontecerá em Junho entre os dias 9 e 14.

Por Interação às 13h41

09/02/2009

Pesaro ameaça projeto da seleção feminina

A conquista da Copa Itália pelo Pesaro pode trazer problemas para a CBV.

Os dirigentes do clube italaiano, não querem abrir mão do trabalho do treinador José Roberto Guimarães.

Encantados com os resultados na Liga dos Campeões, os títulos e a liderança isoldada no campeonato, a diretoria do Pesaro promete fazer de tudo para manter José Roberto Guimarães no cargo ao menos mais uma temporada e não parece disposta a perder o técnico duas vezes medalha de Ouro em jogos olímpicos .

A CBV pretendia ter o treinador de maneira exclusiva a partir de 2009.

Por Bruno Voloch às 06h33

Cimed e Minas disparados por pontos corridos

Quando começou a disputa da superliga 2008/2009 a gente dava como certa a decisão do feminino entre Finasa e Rexona.

Acho ainda que essa será mesmo a final no Rio de Janeiro dia 18.

O que não esperava era um domínio tão grande e evidente no masculino de Cimed e Minas. Após a disputa do terceiro turno a Cimed passou a ter 38 pontos contra 36 do Minas.

O que assusta e chama a atenção é a diferença de pontos entre essas equipes e as demais.

São Bernardo está hoje em terceiro lugar com apenas 29 pontos junto com Sada e Joinville.

A Ulbra tem 26 pontos , Ucs 24 e Vôlei Futuro 24. Esses seriam os 8 classificados hoje para a decisão.

A Segunda fase da Superliga de fato é um campeonato diferente, mas sinceramente não poderia imaginar antes do início do torneio um desequilibrio tão grande entre primeiro e terceiro colocados.

Mérito absoluto de Cimed e Minas. Se o regulamento fosse de pontos corridos, só duas equipes estariam disputando o titulo.

Por Bruno Voloch às 06h15

08/02/2009

Pesaro é campeão da Copa Itália

José Roberto Guimarães segue fazendo história na Itália.

Dirigindo o Pesaro, o treinador levou a equipe ao título da Copa Itália, o primeiro na história do clube.

Na decisão, o Pesaro derrotou o Novara por 3 a 0. Aliás o Pesaro não perdeu nenhum set na Copa. 

Carolina Costragrande fez 16 pontos e a brasileira Jaqueline 15.   

Por Bruno Voloch às 18h23

Luizomar garante que segue como técnico do Finasa

Apesar do resultado negativo na decisão do terceiro turno, o treinador Luizomar de Moura do Finasa, garante que está tudo sob controle:

"Não tenho sofrido pressão nenhuma. Nas temporadas anteriores renovei meu contrato antes mesmo de acabar a temporada e tenho apoio de todos dentro do clube. Não existe relacionamento ruim com nenhuma jogadora e vamos seguir trabalhando duro e com seriedade. Não cheguei aqui por indicação e sim por mérito próprio."

Luizomar defendeu o Finasa e garantiu que o time não "treme" quando enfrenta o Rexona:

"A gente derrotou eles na semifinal da Copa Brasil. Ganhamos a Salonpas também em cima do Rexona e nessa Superliga foram 4 jogos e duas vitórias para cada lado."

Sobre o jogo de Sábado, Luizomar disse que o time sentiu demais a derrota no primeiro set:

"Foi uma parcial dura demais. Mas é necessário ter tranquilidade. A Natália está amadurecendo, a Camila jogando primeira Superliga por um grande time e ainda temos tempo pela frente."

Luizomar de Moura disse ainda que restam 2 mêses ainda de competição e muita coisa pode acontecer. Segundo ele, o São Caetano pode ser uma surpresa na fase final:

"Fofão, Mari e Sheilla são grandes jogadoras. Uma hora eles acertam e todo cuidado é pouco também com o Pinheiros. A decisão é só dia 18 de Abril e será no Rio de Janeiro. Vamos estar lá e só precisamos ganhar na hora que realmente for preciso, essa história de turno é besteira"

Sobre o regulamento Luizomar foi claro:

"Não gosto. Tinha que ter pelo menos 3 jogos na decisão, mas não dá para trocar e será um jogo somente."      

Luizomar evitou falar sobre Fernanda Venturini e Virna, reforços do Rexona, mas aproveitou para elogiar a levantadora Fernandinha que está na Itália:

"Ela precisa mesmo ser observada, tem potencial e está jogando fácil. A Ana Tiemi também merece uma chance." 

 

   

 

Por Bruno Voloch às 18h16

As ponteiras fizeram a diferença

Muita gente me escreveu pedindo para analisar a decisão entre Finasa e Rexona.

Mas analisar o que ?

Entendo que os torcedores do Finasa estão frustrados, chateados e decepcionados, mas não adianta tentar encontrar os culpados. Cada um tem sua parcela de responsabilidade nas derrotas e também nas vitórias.    

As ponteiras do Finasa, Sassá e Paula juntas fizeram 2 pontos no jogo todo. 2 pontos repito e ambos marcados pela Paula.

Ganhar assim ?

Natália fez novamente sua parte, Lia entrou bem no terceiro set dando conta do recado e Adenízia inconstante.

Thaísa virou bola de segurança, porém parecia preocupada em mostrar que joga mais bola que Fabiana do outro lado da rede. Duro engano, minha cara.  Você ainda tem muito a aprender. Disse uma vez, que é preciso "bancar" as atitudes que você tomou e não creio que esteja preparada.      

Carol não esteve numa noite feliz, acontece . Ana Tiemi tentou mudar taticamente a partida mas não conseguiu.

Gostei muito da atuação de Érika no Rexona. Errou pouco, foi "malandra" quando preciso e peça fundamental no terceiro set.

Regiane, outra ponteira, fez 9 pontos e as duas colocaram 22 bolas no chão.  

Mas deixo claro que Dani Lins fez sua parte com inteligência.

Fabiana foi segura de seus atos, no ataque e no bloqueio e bem superior a Thaísa em todos os sentidos. Não dá para comparar.

Foi um jogo somente e que nos deixou a certeza de que o Finasa ainda não aprendeu a lição .

Por Bruno Voloch às 08h42

Finasa sofre "bloqueio" contra Rexona na decisão

A vitória do Rexona ontem continua rendendo.

O Rexona mostra nessa Superliga que "sabe perder". Perder quando pode e na hora certa, quando nada vai interferir no futuro do campeonato. E mais, ganhar na hora mais importante, a da decisão .

Incrível como o Finasa tem dificuldade para vencer uma final e quebrar esse tabu. Não saberia dizer sinceramente o que se passa na cabeça das jogadoras do Finasa, mas deve existir um "bloqueio" muito grande interno que não permite as jogadoras jogar o que ela simplesmente sabem.  

O time é rodado e começo a desconfiar, com o devido respeito, que "treme" mesmo na hora da decisão.

Luizomar precisa urgente abadonar o trabalho tático e sentar com o grupo para saber se realmente seu trabalho está sendo compreendido.

Não pode ser normal, um clube investir tanto, formar uma bela equipe e os resultados não acontecerem.

Não que o Rexona seja um modelo de administração e profissionalismo, até porque Bernardinho tem atitudes que provam o contrário, mas a cobrança interna no Rexona deve ser maior.

As coisas no Finasa são estranhas, porque um resutado como o de Sábado, seria suficiente para gerar uma crise enorme e um desconforto entre comissão técnica , jogadoras e diretoria em qualquer equipe "normal" de vôlei.      

Garanto que nada vai mudar. Bom para o Rexona .

 

Por Bruno Voloch às 08h11

Nunca foi tão fácil.

Fosse no futebol, uma derrota como a da decisão do terceiro turno, a casa tinha caído no Finasa.

Derrubaria comissão técnica, os muros seriam pichados pela torcida e algumas jogadoras contratos rescindidos.  

Vergonha. Perder um set por 25/11 é demais. Uma derrota como essa logo no início do jogo "mata" qualquer reação e pretensão na partida.

Havia comentado, que o Rexona não perderia duas vezes seguidas para o Finasa e que o time carioca sabe decidir porque se prepara melhor emocionalmente. Não deu outra.  

Conheço, por questões óbvias, melhor o trabalho de Bernardinho no dia a dia do que o trabalho de Luizomar Moura. Taticamente mais uma vez, Bernardinho soube armar melhor sua equipe que não foi ameaçada um só minuto do jogo, tendo o controle absoluto dos 3 sets.

E ainda tem gente que insiste em discutir quando afirmo que o Rexona é favorito. Ganhou só os 3 turnos que disputou.  

 

Por Bruno Voloch às 07h54

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.