Blog do Bruno Voloch

20/05/2009

Carol Gattaz fica no Rexona para mais uma superliga

O Rexona contará com Carol Gattaz por mais uma temporada.

A jogadora da seleção brasileira, acertou contrato para 2009/2010 e com isso o time carioca manterá praticamente toda a base campeã.

Falta apenas o acerto com a ponta Regiane e a líbero Fabi.   

Monique e Michelle já haviam acertado e Dani Suco contratada.  

 

Por Bruno Voloch às 12h02

19/05/2009

Mari e Sheilla acertam com São Caetano

A novela parece perto do fim.

Mari e Sheilla devem assinar até o fim da semana a renovação de contrato com o São Caetano.

Hoje aconteceu uma reunião entre as partes e poucos detalhes separam as duas jogadoras do clube.

Mari e Sheilla interessam também ao vôlei italiano e semana passada um jornal chegou a noticiar que as duas estavam perto de acertar com o Perugia, conforme informou o blog.

O São Caetano confirmou a chegada da levantadora Ana Maria e de Mari Paraíba ex Mackenzie.

Jucielly e Nati, ex Brasil Telecom já estão contratadas.   

Por Bruno Voloch às 18h33

Bob troca Santander pela Cimed

A Cimed já tem o substituto de Théo, que vai jogar no Suntory do Japão.

Trata-se de Bob, ex jogador do Santander.

A Cimed será muito forte em 2009/2010, já que renovou com Bruninho, os pontas Renato, Thiago Alves e Guilherme, além de Éder e Lucão.

O líbero Mário Jr fica mais uma temporada também. Com isso, a Cimed mantém a base vitoriosa da última superliga.

O técnico Marcos Pacheco recebeu hoje a notícia de que o experiente Kid também acertou sua permanência.

Por Bruno Voloch às 17h32

Geovani negocia com André Nascimento e diz que jogadores atuais "não fazem negócio"

Giovane Gávio começa a trabalhar.

O técnico do SESI de São Paulo, segue atrás de reforços para a sua nova equipe.

Giovane está preocupado com o valor pedido pelos principais jogadores. Segundo ele, as propostas estão muito "pesadas".

"No meu tempo a gente não deixava de fazer um bom negócio, agora eles não querem fazer negócio. Só bom salário".

Giovane revelou que o único jogador de seleção com quem ele negocia é André Nascimento do Minas.

O jogador já passou sua proposta, que não deixa de ser alta e recebeu uma contra-proposta. As partes estão conversando.

Dani e Thiago Barth, ex Minas  e Filipe Ferraz que jogou no Santander, já acertaram com o Sesi. O líbero será o experiente Jeff.

Por Bruno Voloch às 17h22

MONCHO AVISA QUE FICA SÓ ATÉ 2010 E EXIGE "CARTA BRANCA" PARA MUDAR BASQUETE BRASILEIRO

Essa semana, Moncho Monsalve, técnico da seleção masculina do Brasil faz a primeira convocação do ano. O Brasil terá a Copa América no segundo semestre e antes um torneio em Portugal. Moncho deverá “dividir” a convocação com a seleção A e B.

Ele admite que vai dar um descanso para alguns jogadores e que tem “carta branca” da CBB para “mudar” o basquete nacional. Diz que Marcelinho e Alex são nomes certos, que a situação de Anderson Varejão é difícil e que em 2010 deixa o cargo para José Neto.  

 

Nessa entrevista ao programa “ Magazine” do Bandsports,  Moncho Monsalve disse ter carta branca do novo Presidente da CBB, Carlos Nunes, para mudar e mexer no que for preciso para dar nova “cara” ao basquete brasileiro.

 

“Se não tivesse carta branca, não estaria nessa função. O basquete brasileiro tem potencial mas necessita de uma nova postura profissional e técnica e vamos implantar essa filosofia”.

 

Moncho admite que não é fácil o dia a dia com atletas de alto nível e promete rever conceitos.

 

“Não vejo problema em abrir exceções, tanto é que defini que os jogadores levarão seus familiares para a concentração. Família tem que estar sempre do lado da gente ainda mais num período de treinos puxados”.

 

Sobre a convocação do próximo dia 21, Moncho não quis falar muito.

 

“Posso dizer que alguns novos nomes podem surgir. O mais importante é mudar mesmo a filosofia e a linha de pensamento dos jogadores. A gente precisa aprender a defender mais e usar o jogo coletivo o máximo que puder”.

 

Moncho surpreendeu ao deixar claro que Alex e Marcelinho Machado são hoje imprescindíveis para a seleção brasileira.

 

“ O Alex Garcia e o Marcelo são fundamentais. Jogadores espetaculares e encantadores. Não posso e não vou abrir mão do talento dos dois jogadores. Eles são o espelho do que desejo para o Brasil. Estarão na lista”.

 

Mas Moncho faz um alerta.

 

“ Convocados serão, mas titulares não sei. Estão no grupo. Hoje ninguém ganha nada com 5 jogadores somente e o Marcelo e o Alex precisam entender isso. Dizem que o Marcelo defende pouco, mas ele fez um jogo brilhante na defesa contra o Pinheiros. Marcou muito bem o Marquinhos. E o Alex cresceu demais desde que voltou de Israel.

Mas não posso garantir nada”.

 

Moncho ainda elogiou outros jogadores.

 

“ O Brasil tem um cara com o JP. Craque. Temos o Murilo, ótimo atleta. Gostei muito do Olivinha e ele está sendo observado. Quero saber das condições físicas do Valtinho e o Fúlvio fez uma bela temporada na Europa.. Dizem que não temos número 1

( armador) e não concordo. Marcelo Huertas e Fúlvio são belíssimos armadores”.

 

Sobre o passado de “brigas” entre treinadores e falta de apoio, Moncho não entrou em detalhes.

“ Não sei do passado, mas o Lula sofreu. O que digo é que tenho apoio de todos quando busco informações. Hélio Rubens, Mortari, Zanon , Lula, Bial, enfim todos. Se fosse contrário eu ficaria decepcionado, confesso”.    

 

Moncho afirmou que não vai além do Mundial de 2010.

 

“ Fico somente até o Mundial da Turquia. Depois deixo a seleção e esse é meu compromisso. Meu substituto natural será o José Neto, meu assistente. Estou preparando e ajudando o Neto para o futuro. Ele é um cara muito capaz e de grande potencial. Mas a CBB já está avisada de que saio após o Mundial de 2010. Quero e vou me dedicar a família. “

 

Sobre os “estrangeiros” , Moncho foi taxativo.

 

“ Vai jogar na seleção que estiver com vontade e espírito de grupo. Tem que jogar pelo País com coração. O Leandrinho é nome certo. Nenê depende de suas condições físicas após a NBA e o Anderson é mais difícil. O caso dele é atípico, pois ele fica”livre“ do Cleveland. Thiago Spliter é lógico que estará conosco. Não vou implorar a presença de ninguém , mas cada um vai assumir em público e para imprensa o porque não quer ( se for o caso ) jogar na seleção”.

 

Por Bruno Voloch às 13h27

18/05/2009

Rexona acerta com Érika, Fabiana e Joycinha

O torcedor carioca pode ficar mais tranquilo.

Depois de confirmar a renovação de contrato da levantadora Dani Lins , o Rexona praticamente acertou a permanência de 3 de suas principais jogadoras.

A meio de rede Fabiana, e as atacantes Érika e Joycinha deixaram a renovação para mais uma temporada quase que assegurada. 

As gêmeas Monique e Michelle já haviam acertado.

Quem chega para fazer parte do elenco é Dani Suco, ex Pinheiros de São Paulo .      

Fernanda Isís, meio, destaque do time nas semifinais contra Brusque, vai deixar o Rexona. 

Por Bruno Voloch às 07h54

17/05/2009

Dínamo Moscou é campeão. Brasileira Walewska fica com o vice.

O Dínamo Moscou é mais uma vez campeão russo.

O time conseguiu hoje o 18º título de sua história ao derrotar o Odinstsovo da brasileira Walewska, campeã olímpica em Pequim 2008. 

O último título do Dínamo havia sido conquistado em 2007. 

A partida aconteceu em Moscou, casa do Dínamo. Jogando diante de seus torcedores, a equipe de Irina Kiriolova e Gamova venceu por 3 sets a 1 com parciais 25-17, 26-24, 15-25 e 25-19.

A série final de 5 jogos foi muito equilibarada. O Dínamo perdeu o primeiro jogo por 3 a 1.

Venceu os dois seguintes e na quarta partida o Odinstsovo fez 3 a 2.

No jogo decisivo, o Dínamo fez prevalecer a maior categoria e fechou a decisão.

Ano passado o título ficou com o Zarechie.

A conquista apaga um pouco a tristeza e a frustração no Dínamo, já que a equipe perdeu a Champions League deste ano para o Bergamo.

 

Por Bruno Voloch às 21h01

Piacenza do brasileiro João Paulo é campeão pela primeira na Itália

O Piacenza conquistou hoje pela primeira vez em sua história o título italiano.

E o título aconteceu de forma dramática.

O Trentino jogou em casa, contou com o apoio de 5 mil torcedores e chegou a fazer 2 sets a zero, parciais de 25-21 e 25-20.

Mas aí apareceu o talento de Hristo Zlatanov. O Piacenza venceu os sets seguintes com 25-21 e 25-22.

No tie break o Trentino chegou a ter vantagem em 5-4, 10-8 e  13-11. 

Lorenzetti, treinador do Piacenza, parou a partida e a história começou a mudar de lado.

O líbero do Piacenza, Durante salvou o match point com uma defesa espetacular e no contra-ataque, Zlatanov marcou o décimo segundo ponto do Piacenza.

João Paulo empatou em 13 a 13. 

No saque, Zlatanov fez um ace e colocou o Piacenza à frente. O décimo quinto ponto veio numa invasão do ataque do Trentino. 15-13.

MVP em quadra, o ponteiro Hristo Zlatanov, búlgaro nacionalizado italiano, marcou 30 pontos.

O cubano também com cidadania italiana Marshall fez 18. O brasileiro João Paulo Bravo, convocado para a seleção brasileira, marcou 13.

O oposto Leandro Vissoto fez 17 pontos pelo Trentino. Outro brasileiro, Riad, atuou bem e fechou o jogo com 6 pontos.

A série final foi tão equilibrada que no quinto jogo teve os times times marcando cada um 106 pontos.

O Trentino fez 54 deles em ataques, 14 pontos de bloqueio, 9 de saque e 29 em erros dos adversários.

Já o Piacenza marcou 58 de ataque, 12 em bloqueios, 11 em saques e 25 em erros do Trentino.

 

 

 

Por Bruno Voloch às 20h44

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.