Blog do Bruno Voloch

19/06/2009

Lendário e polêmico Nikolay Karpol está de volta ao cenário mundial

Ele é um dos mais consagrados treinadores do mundo.

E está de volta aos 71 anos.

Uma das lendas do voleibol mundial, o técnico russo Nicolay Karpol, será agora diretor técnico da seleção da Bielorússia. 

Karpol, que estava comandando apenas o time do Uralochka na Rússia, aceitou o convite e muito em breve estará circulando nas principais competições mundiais.

Karpol vai trabalhar junto com o treinador da seleção da Bielorússia, Viktor Goncharov.

O time bielorrusso está treinando para a Boris Yeltsin Cup, tradicional torneio no início das temporadas de seleções, e que será disputado entre  os dias 26 de junho e 2 de julho.

Para quem não lembra, Karpol tinha um jeito bravo e explosivo como treinador e era extremamente exigente com suas atletas. 

Ele ficou quase 20 anos no comando técnico da Rússia e esteve presente nas principais conquistas do País em Olimpíadas e mundiais.

Karpol esteve presente nas conquistas olímpicas da Rússia de 1980 em Moscou e 1988 em Seul.

Karpol era o treinador também no título mundial de 1990.

Com ele a Rússia ganhou 3 edições do Grand Prix 1997,1999 e 2002 e 7 títulos europeus.

Por Bruno Voloch às 01h09

Brasil cai no "grupo da morte" no mundial juvenil

A Federação Internacional de Volleyball (FIVB) sorteou os grupos do campeonato mundial juvenil masculino.

Atual campeão, o Brasil nao deu sorte e provavelmente terá muitas dificuldades. A seleção caiu no grupo D com Rússia, Polônia e Canadá.

O mundial será jogado na cidade de Pune, na Índia, entre os dias 31 de julho e 9 de agosto.

A estreia brasileira será no dia 31 de julho contra a Rússia.

Tunísia, Estados Unidos, Bielorússia e Índia formam o grupo A.

No B estão Irã, China, Egito e Bélgica.

Grécia, Cuba, Argentina e França formam o grupo C.

Por Bruno Voloch às 00h42

Morre ex-técnico da seleção feminina de Cuba

O vôlei mundial está de luto.

Morreu o cubano Luis Felipe Calderón, ex-técnico da seleção cubana.

Calderón tinha 57 anos de idade e além de treinador, jogou na seleção nacional masculina na década de 70.

No início dos anos 90, Calderón entrou para a comissão técnica da seleção adulta, posição que ocupou até o ano passado quando teve que sair, pois ficou doente.

Inesquecível apesar da grande rivalidade com o Brasil, Calderón era auxiliar-técnico de Eugênio George quando Cuba ganhou a medalha de Ouro nas Olimpíadas de 2000 em Atenas e a medalha de bronze em Atenas 2004.

O ex-técnico cubano deixa esposa e uma filha, Rosír Calderón atual jogadora da seleção.

Por Bruno Voloch às 00h34

17/06/2009

Minas garante André Nascimento e traz de volta Minuzzi

Boa notícia para a fanática torcida mineira.

Agora de forma oficial, o Minas renovou o contrato do jogador André Nascimento por mais uma temporada.

André foi tricampeão com a camisa do Minas em 1999/2000, 2000/2001 e 2001/2002.

Outra boa notícia foi a confirmação da contratação de Roberto Minuzzi. 

Minuzzi jogou a última Superliga pela Ulbra de Canoas.

O jogador que está com 27 anos, já atuou no Panathinaikos da Grécia e tem enorme identificação com a torcida do Minas.

Minuzzi foi campeão brasileiro na edição 2006/2007. 

Por Bruno Voloch às 11h42

Time A da Itália passa bem pela Polônia

A seleção principal da Itália finamente entrou em ação.

Enquanto a seleção B jogou a Montreux Volley Masters, na Suíça, ficando em segundo lugar, o time considerado titular da Azzurra faz jogos treino como preparação para tentar o bicampeonato do Campeonato Europeu em 2009.

A Itália , comandada por Massimo Barbolin enfrentou ontem a Polônia pela Piemonte Woman Cup, torneio na cidade de Turim que também com a participação de China e Japão.

A Itália venceu por 3 sets a 1, com parciais de 27-25, 22-25, 25-22 e 25-22.

A destaque da partida foi a cubana naturalizada Aguero, com 22 pontos.

Ainda ontem , o Japão surpreendeu e derrotou a China por 3 a 1.

Por Bruno Voloch às 11h35

16/06/2009

Líbero Fabi fica no Rio de Janeiro mais um ano

O Unilever, ex Rexona, fechou praticamente o elenco para a temporada 2009/2010.

A líbero Fabi acertou a renovação de contrato e seguirá mais um ano no time.

Regiane, Dani Lins, Carol, Joycinha e Fabiana, todas da seleção e mais Érika formam a base do Unilever.

Monique, Michele e Amanda estão no elenco.

O clube trouxe ainda, Dani Suco do Pinheiros e deve anunciar as desconhecidas Mara Leão e Luiza nas próximas horas.  

Por Bruno Voloch às 12h52

Egito "inspira" Bernardinho que faz alerta contra a "poderosa" Finlândia

Entendo que é necessário haver respeito com o adversário.

Ninguém de fato ganha nada de véspera, ainda mais no esporte.

Mas a declaração de Bernardinho de que a Finlândia "é uma nova força do vôlei" causa um certo espanto.

Finlândia ?

Sinceramente não concordo. Aliás, fiquei absolutamente surpreso.

A dificuldade que a seleção de futebol encontrou contra o Egito "inspirou" Bernardinho, só pode ser. 

A linha dele é simples e funciona há muito tempo. Bernardinho tem nas mãos um time novo, ainda em fase de testes e sem a mesma experiência necessária.

Como sabe que nessa nova etapa da seleção está sujeito a tropeços, faz sentido elogiar qualquer que seja o adversário.

Mas não tem como convencer a gente de que a Finlândia tenha capacidade de ganhar do Brasil.

A "grande" Finlândia é apenas a vigésima segunda colocada no ranking da FIVB. Atrás de Tunísia, Canadá e Egito.

Aliás, Egito sim , é bom a gente não subestimar. Que diga o técnico Dunga.

Esse risco Bernardinho não corre. Dunga disse antes de enfrentar o Egito que pouco conhecia do adversário e que só poderia brever algo na hora do jogo.

Com a tecnologia tão avançada, não existe isso de "não tenho conhecimento" desse ou daquele adversário. Sinto muito, Dunga.

Bernardinho não chega a esse ponto. Estuda e muito qualquer seleção e se não tem material, vai atrás e consegue.

Nunca vi no vôlei, a gente ser pego de surpresa. Os jogadores sempre entram em quadra preparados, sabendo dos pontos fortes do adversário e das principais virtudes.

Mas desculpe. Dizer que a Finlândia " é uma nova força do vôlei " é demais.         

     

Por Bruno Voloch às 12h42

Técnico brasileiro classifica República Dominicana para o campeonato mundial

A seleção feminina da República Dominicana está classificada para o mundial de 2010.

No pré-mundial, a seleção da República Dominicana que é dirigida pelo brasileiro Marcos Kwiek, derrotou o México na decisão por 3 sets a 0.

A República Dominicana é a terceira seleção classificada.

A Rússia, atual campeã do mundo e o Japão, que vai sediar o evento, estão classificados.  

Será a sexta vez que a equipe dominicana disputará um mundial.

A seleção esteve em 1974, 1978 e desde 1998 participa dos mundiais que é jogado de quatro em quatro anos.

Por Bruno Voloch às 11h48

Paula Pequeno e Jaqueline estão relacionadas para o Grand Prix

A Federação Internacional de vôlei divulgou a lista das 19 jogadoras inscritas para a disputa do Grand Prix, edição 2009.

As novidades são as presenças de Paula Pequeno, Jaqueline, Fernanda Garay e das levantadoras Fernandinha e Fabíola.

Segue a lista oficial:

1-Fabiana

2-Ana Tiemi

3-Dani LIns

4-Paula Pequeno

5-Carol Gattaz

6- Thaisa

7-Mari

8-Adenizia

9-Natália

10-Sassá

11-Joycinha

12-Jaqueline

13-Sheilla

14-Fabi

15-Regiane

16-Fernandinha

17-Fabiola

18-Camila Brait

19-Fernanda Garay

    

Por Bruno Voloch às 11h38

15/06/2009

Vandalismo na final da Liga dos Campeões "custa caro" aos gregos

O vôlei segue exemplo do futebol. E a Europa novamente sai na frente.
A Confederação Europeia de Voleibol anunciou a punição da Federação Grega e do clube Iraklis Thessaloniki por causa do vandalismo da torcida grega nas finais da Liga dos Campeões da Europa desse ano.
A briga aconteceu na cidade de Praga, na República Tcheca. A Federação Grega e o clube foram multados em 50 mil e 30 mil euros. 

O  Iraklis ainda terá que fazer uma partida com portões fechados na próxima Liga dos Campeões. Fora isso, terá de arcar com os custos de envio aos jogos da equipe de um delegado da CEV para vigiar o comportamento dos hooligans.

E mais. A CEV avisa que qualquer equipe grega que for participar de competições internacionais terá de entregar um formulário expondo todas as medidas que as autoridades locais tomarão para evitar o comportamento da torcida.
Caso esse formulário não seja entregue, a equipe estará automaticamente proibida de participar de qualquer torneio europeu de uma a três temporadas.

Por Bruno Voloch às 17h07

Argentina derrota o Brasil na categoria juvenil

Jogando em Joinville, a seleção brasileira juvenil masculina perdeu para a Argentina o segundo amistoso.

Os jogos treino servem como preparação para o campeonato mundial da categoria.

A equipe, treinada por Percy Oncken, tentará o tetracampeonato na Índia (93, 2001 e 2007), entre os dias 31 de julho e 9 de agosto, na cidade de Pune.

No primeiro amistoso no sábado o Brasil venceu fácil por 3 sets a 0. 

Já neste domingo, a Argentina devolveu o placar com parciais de 19/25, 20/25 e 23/25, em 1h30 de jogo.

Brasil e Argentina disputarão do Mundial com outras 14 equipes: Bélgica, Bielorússia, Canadá, China, Cuba, Egito, França, Grécia, Índia, Irã, Polônia, Rússia, Tunísia e Estados Unidos. O Brasil é o atual campeão da competição

Por Bruno Voloch às 10h29

14/06/2009

Escadinha já aparece como destaque nas estatísticas

A seleção está renovada e em busca de novos talentos.

Mas nas estatísticas após a primeira rodada da Liga Mundial, é um vetarano que está se destacando.

Escadinha, é dono da melhor defesa da Liga nesses primeiros dois jogos que cada seleção realizou.

Escadinha ainda aparece como segundo melhor líbero, atrás somente de Loris Mania da Itália.

Bruno Rezende está na segunda colocação do ranking dos levantadores. Yoandri Diaz de Cuba é o melhor levantador até agora.

Murilo tem a quinta melhor recepção.     

Por Bruno Voloch às 18h39

Das 16 seleções, apenas 3 ainda não perderam na Liga Mundial

Disputada a primeira rodada da Liga Mundial, das 16 seleções participantes, apenas três ainda estão invictas.

Brasil no grupo D, Rússia e Cuba no grupo C.

O Brasil venceu os dois contra a Polônia, enquanto a Rússia derrotou o Japão duas vezes fora de casa e Cuba por duas oportunidades ganhou de 3 sets a 1 da Bulgária em Havana.

O equilibirio é tão grande, que todas as seleções perderam pelo menos um set nos dois primeiros jogos disputados.

Hidalgo Leal de Cuba é o maior pontuados da liga com 44 pontos.  

Por Bruno Voloch às 18h30

Estados Unidos e Sérvia vencem a primeira na Liga Mundial

Os Estados Unidos, atuais campeões da Liga, venceram o primeiro jogo na atual edição.

Depois de perder no Sábado por 3 a 0, os americanos devolveram a derrota para a Holanda mesmo jogando fora de casa.

A seleção fez 3 sets a 2, parciais de 25/16, 30/32, 25/17, 20/25 e 15/6. O jogo durou duas horas e quinze minutos.

Destaque para Evan Patak e Sean Rooney fizeram 22 e 20 pontos respectivamente.

Em Caracas pelo mesmo grupo do Brasil, a Venezuela caiu diante da frágil Finlândia por 3 a 1. As parciais foram de 25/23, 25/22, 22/25 e 25/23.    

A Sérvia alcançou a primeira vitória na liga, ao derrotar a França por 3 sets a 1.

No primeiro encontro na Sexta passada, a França havia feito 3 a 0.

As parciais foram de 25/19, 25/22, 19/25 e 25/23.

Starovic da Sérvia fez 20 pontos. Moreau da França terminou o jogo com 19 acertos.

 

   

Por Bruno Voloch às 18h23

Rússia e Cuba seguem 100% na Liga Mundial

A Rússia mostrou sua força logo na primeira rodada da Liga Mundial.

A seleção venceu o segundo jogo contra o Japão, dessa vez por 3 sets a 1.

O jogo válido pelo Grupo C, foi em Tokorozawa, durou uma hora e quarenta minutos e as parciais de 25/22, 25/22, 22/25 e 25/12. 

Cuba repetiu o resultado e também pelo grupo C, venceu novamente a Bulgária por 3 a 1 jogando em Havana. As parciais fora de 25/19, 23/25, 25/21 e 25/20

No grupo B, a Argentina de Javier Weber se recuperou da derrota na primeira partida. 

Os argentinos derrotaram fora de casa a Coréria por 3 sets a 2. Foram duas horas de jogo com  21/25, 25/21, 19/25, 25/20 e 15/12.  

Por Bruno Voloch às 07h51

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.