Blog do Bruno Voloch

15/01/2010

Palmas para o time e a torcida de Montes Claros

Que resultado. Que jogo. Confesso que esperava uma partida equilibrada, mas não achava que Montes Claros pudesse derrotar e tirar a invencibilidade da Cimed. 

Tirou, ganhou com méritos e aos poucos se candidata ao título.

Melhor que o primeiro e o terceiro sets, disputados ponto a ponto e emocionantes, foi ver a presença do torcedor mineiro no ginásio.

Quase 8 mil pessoas, isso mesmo, 8 mil pessoas compareceram no ginásio Tancredo Neves e acompanharam um belo espetáculo.

Falo sempre do jogo taticamente, dos jogadores em particular, mas dessa vez os elogios são todos para a torcida de Montes Claros.

Já vi ginásios cheios, mas muitos com "torcida profissional", o que não foi o caso de Montes Claros.

Jogar em casa representa na maior parte das vezes uma vantagem teórica.

Os jogadores estão acostumados com o ginásio e não existe o desgaste com a viagem e deslocamentos.

Mas no jogo de ontem especificamente, a torcida e Fabrício Lorena fizeram a diferença.

Por Bruno Voloch às 12h34

Pinheiros vence, mas discurso continua mal ensaiado

O discurso no Pinheiros segue ensaiado. Aliás, mal ensaiado.

Começando pelo Presidente que disse recentemente numa entrevista ao Uol Esporte que nunca existiu crise. Meu caro Presidente, porque fugir as evidências ?

Não existe crise não, foi tudo invenção de parte da imprensa que quer prejudicar o Pinheiros.

Tenha dó, Presidente. Pegal mal, e o senhor deveria prestar atenção nas declarações de seus atletas.

Ou ainda não aprendeu a lição ?

Seus jogadores em público desabafaram. O próprio treinador Cebola numa atitude digna, de quem conhece esporte e grupo, afimou que foi necessário fazer uma reunião entre os jogadores, uma entre a comissão e depois entre todos os envolvidos.

Afirma que os problemas são internos e foram resolvidos.

Giba não gosta da palavra crise e que a "roupa suja foi lavada em casa".

Gusavo disse que foi preciso ter uma conversa de "homem para homem" e que o grupo respondeu.

Até acredito. Vencer o Minas fora de casa foi uma resposta e tanto. Ganhar da Ulbra era obrigação, mas esse resultado postivo chega em boa hora.

Não existe crise não, Presidente. Todas as declarações foram normais, de um grupo sem pressão, de um time invicto, campeão paulista e que respeita a hierarquia.

Imagina se tivesse crise ...

Mas sábias foram as palavras de Rodrigão. Esse cara me surpreende a cada dia. Fala e tem agido como verdadeiro líder.

Não fugiu da responsabilidade no que disse no twitter quando criticou abertamente a postura do time após as derrotas para Cimed e Sada. Agora depois das vitórias contra Minas e Ulbra, Rodrigão deixa claro que o Pinheiros não pode achar que está pronto.

Realmente não está e mais. Concordo plenamente com que disse Rodrigão ao Uol esporte. "As vezes nos portamos como craques e ficamos à espera do que vai acontecer. A questão não é falta de humildade, mas o time entra em quadra achando que vai ganhar e não é assim".

Claro que não é assim. 

Com esse pensamento o time pode ir longe e quem sabe chegar até nas semifinais da Superliga.  

 

Por Bruno Voloch às 12h18

12/01/2010

Pesaro abre 5 pontos e lidera com folga na Itália

O Pesaro que é dirigido pelo brasileiro Ângelo Vercesi segue na liderança do campeonato italiano feminino.

No último fim de semana o time venceu fora de casa o lanterna Piacenza por 3 sets a 0 com parciais de 25/20, 25/19 e 25/19. O jogo durou pouco mais de uma hora e Carolina Costragrande foi novamente o destaque da equipe marcando 16 pontos.

O Pesaro chegou aos 28 pontos e o Piacenza continua com 8 pontos e segue seriamente ameaçado de cair para a série A2.

Qautro equipes estão com 23 pontos e empatadas na segunda colocação.

Com 15 pontos de Ortolani e 13 de Antonella Del Core, o Bergamo fez 3 a 0 com tranquilidade contra o Conegliano. Lo Biano segue sem atuar e Piccinini entrou somente no terceiro set. O Bargamo é uma das equipes que soma 23 pontos e hoje está em segundo lugar. O Conegliano é o penúltimo com 9.

O Jesi sofreu e jogando fora de casa precisou de 5 sets e 20/18 no tie-break para derrotar o Castellana Grotte da brasileira Soninha. A russa Sokolova fez 24 pontos e a americana Bown marcou 19. Soninha jogou os 5 sets e fez 14 pontos. O Jesi é terceiro com 23 e o Castellana Grotte segue em décimo com 12 pontos.

O Urbino Volley assumiu a terceira colocação depois de derrotar o Novara com relativa facilidade por 3 a 0.

O Novara de Irina Kirilova, Manon Flier e Logam Tom terminou a rodada na oitava colocação com 16 pontos, estando no limite para se classificar para a segunda fase do torneio. O Novara foi um dos times que mais investiu para a temporada mas em 12 jogos ganhou apenas 6 partidas.

O Villa Cortese de Aguero que já foi líder sozinho foi derrotado fora de casa pelo Perugia por 3 a 0. O Villa caiu para quinto lugar com 23 e viu o Perugia chegar aos 18 pontos em sexto.

Fernandinha teve boa atuação mas não conseguiu evitar a derrota do Busto Arsizio para o Pavia de virada por 3 sets a 2 com 15/13 no quinto set. A levantadora brasileira fez 4 pontos e jogou os 5 sets. O Arsizio está em sétimo com 17 pontos, somente um ponto na frente do Pavia.

A próxima rodada será jogada toda no Domingo dia 17 com destaque para o líder Pesaro jogando contra o Castella Grotte e as 4 equipes empatadas com 23 pontos se enfrentam. O Villa Cortese recebe o Bergamo, enquanto o Jesi pega o Urbino.

 

 

Por Bruno Voloch às 08h37

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.