Blog do Bruno Voloch

12/03/2010

Itália mostra força na Champions League

Os jornais e sites especializados da Itália deram destaque especial ao vôlei depois dos resultados da Champions League.

O Trentino, atual campeão, está novamente na semifinal. Por sinal, a equipe italiana terá pela frente o Dínamo Moscou. O confronto vai marcar o duelo entre Leandro Vissoto e Dante. O jogo será dia 10 de Abril na Polônia. Belchatow e Bled da Eslovênia fazem a outra semifinal no mesmo dia em Lodz na Polônia.

Mas destaque mesmo teve o vôlei feminino do País que colocou duas equipes entre as 4 finalistas. Novara e Bergamo vão realizar uma das semifinais, ou seja, dando a garantia de que a Itália estará na final da Champions League. Cannes da França e Fenerbahce Istanbul também se enfrentam.

O Novara já tinha eliminado com duas vitórias o Vakifgunes Istanbul da Turquia. 

O Bergamo fez bonito. Depois de perder para o Pesaro em casa por 3 a 2 no jogo de ida, ganhou em Pesaro por 3 sets a 1 com destaque para Ortolani e a experiente Francesca Piccinini. Juntas elas fizeram 41 pontos, sendo que 24 de Ortolani.

Curiosamente o Pesaro lidera o campeonato italiano com 46 pontos, seis a mais que o Bergamo. O Novara está apenas na oitava posição com 22 pontos e no limite para a classificação.

Os resultados mostram a força do vôlei feminino da Itália considerado na atualidade um dos melhores do mundo.         

A holandesa Manon Flier e a norte-americana Logam Tom, as estrangeiras do Novara, são tidas como as principais responsáveis pelo sucesso do Novara na Champions.

Novara e Bergamo se enfrentaram em Dezembro na última rodada do primeiro turno. O jogo aconteceu em Bergamo e terminou com a vitória do Novara por 3 a 1.

Por Bruno Voloch às 09h12

Panorama da superliga masculina segue inalterado

A décima primeira rodada do returno da superliga masculina foi muito tranquila para os favoritos.

Sesi, Pinheiros e Sada/Cruzeiro venceram sem maiores dificuldades seus jogos por 3 sets a 0.

São Bernardo continua se recuperando e repetiu o placar diante do Blumenau.

Tudo indica que Sada e Cimed brigarão até a última rodada pelo primeiro lugar e ainda é cedo para afirmar, mas a situação deve mesmo ser definida nos sets average.

Mesma situação vivem Pinheiros e Sesi, ambos com 7 derrotas até agora. Montes Claros e Caxias estão ficando um pouco para trás e vão ter que se contentar com a quinta posição no máximo.

O Minas não deve ser ameaçado na sétima colocação e São Bernardo, embora tenha ganho a sexta partida seguida, segue longe de estar garantindo na segunda fase. Deum um passo grande e os resultados dos concorrentes estão ajudando. Mas a sequência agora será pesada para o time de Serginho e Marlon. Sábado agora o time paulista encara a Cimed em Florianópolis e depois recebe o Minas e o líder Sada. São 3 jogos complicados.

Resumo. Mais uma rodada foi jogada e o panorama da superliga masculina não foi alterado. 7 times definidos e 3 brigando por uma vaga. 

Por Bruno Voloch às 08h18

São Caetano jogou como time grande pela primeira vez

Finalmente o São Caetano jogou como time grande e ganhou o clássico contra Osasco de maneira convincente.

Não sei ao certo o que aconteceu, mas essa foi sem dúvida a melhor partida do time no campeonato. Era nítida a sensação de alívio na cara de cada jogadora e especialmente do treinador Mauro Grasso.

Por sinal, sábias palavras dele após a partida. Mauro disse que a vitória dá moral ao time, o que é verdade. Mas a equipe não pode relexar, disse o treinador.

Relaxar como ?

Esse time foi montado para ser campeão, que ninguém se esqueça disso. Os recentes tropeços serviram apenas para aumentar a cobrança e a desconfiança da torcida.

Nem o mais otimista torcedor do São Caetano poderia imaginar que o time pudesse derrubar o Osasco. Há uma semana atrás, esse mesmo São Caetano deixava a quadra de cabeça baixa com um 3 a 0 nas costas para o Minas em Belo Horizonte.

Será que a tal atitude cobrada por Sheilla apareceu ?

Será que o jogo do São Caetano encaixa contra Osasco ?

Ou será que a pressão do patrocinador ameaçando não renovar para 2011 mexeu com o elenco ?    

Essas respostas provavelmente teremos no sábado após o jogo contra o Pinheiros. Seria ou será o jogo da afirmação. Uma vitória novamente sobre o atual líder da superliga, colocaria ou deveria colocar São Caetano definitivamente entre os favoritos. Certamente a equipe seria olhada de uma outra maneira por Rio, Osasco e o próprio Pinheiros.

Ainda acho que um time com Fofão, Mari e Sheilla pode ganhar de qualquer um. Escrevi isso no blog na semana passada. Mas esse time só funciona quando as 3 jogam bem. Se uma delas estiver em um dia ruim, pode esquecer.

Mari fez um ótimo jogo e marcou 14 pontos. Sheilla fez 18 e Fofão esteve numa noite inspirada. Seria justo falar também de Natália e Juciely que rendem muito mais quando não estão pressionadas, ou seja, quando São Caetano está ganhando e na frente no placar. 

Mas a diferença do São Caetano pode ser resumida na alegria de jogar. Foi muito bom ver Mari sorrindo novamente. Foi bom para o campeonato.

 

                   

Por Bruno Voloch às 00h44

10/03/2010

Ivna comenta "caso Adriano" e diz que vôlei é prioridade

Ivna está vivendo talvez seu grande momento no esporte desde que se contundiu e teve que operar o joelho. Hoje, voltou a ser titular da equipe do Minas e está sendo um dos destaques do time na campanha do segundo turno.

Nesta quina-feira, o Minas joga contra o Sport em Recife. No turno as mineiras ganharam no sufoco em casa por 3 sets a 2. Ivna disse que espera encontrar sérias difculdades, mas aposta em uma nova vitória:

"Eu quero vencer como todo o time quer. Temos que fazer o resultado e se fizermos 3 a 0 seria um ótimo. O objetivo é ganhar, mas sabemos que o jogo será difícil. Precisamos entrar bem concentradas e disciplinadas".

A jogadora do Minas lamentou a ausência da levantadora Camila que se contundiu e será operada em breve:

"A Camila está tranquila e esperando os 20 dias previstos para fazer a cirurgia. Foi uma pena o que aconteceu com ela, pois estava jogando muito bem".

Ivna evita falar da briga pelo primeiro lugar. Ela aposta no Minas na quarta posição após o segundo turno:

"Terceiro ou quarto seria uma ótima colocação. Mas acho que ficaremos em quarto lugar. A briga na ponta é muito equilibrada e prefiro não opinar".

Recentemete o Minas derrotou o São Caetano por 3 a 0. Para muitos um resultado inesperado especialmente pelos 3 a 0. Ivna não viu nada de errado no adversário:

"Gosto do time delas que é bom, e não vi nada de errado. Meu time é bom também, somos muito unidas e eu acredito no Minas. É uma pena que as pessoas não acreditem no nosso potencial. Eu disse uma vez e repito que não ligo para isso, pois o importante é que estamos juntas e muito focadas no nosso objetivo".

Ivna falou sobe a demissão de Marcos Pinheiro do time masculino do Minas:

"Normal. O que sei, é que acontece com todo time. Montes Claros e Sada trocaram de técnico para ver se o time rende mais, simples".

A jovem promessa do Minas tem namorado e soube de todo o episódio envolvendo Adriano do Flamengo. Ivna foi discreta, mas tem opinião formada sobe o caso:

"Acho que as pessoas as vezes falam demais. Não sei se é esse o caso. Só digo que sou muito tranquila e minha profissão está acima de tudo. Não trocaria o vôlei por nada. Não sou ligada e pouco acompanho o futebol. Eu tenho objetivos e luto por eles".

 

        

 

 

 

Por Bruno Voloch às 15h23

Minas trocou seis por meia dúzia

O Minas resolve inovar.

Não satisfeito com os resultados da temporada 2009/2010, os dirigentes decidiram demitir o treinador Marcos Miranda.

A atitude "inédita" me parece muito equivocada. Não estou no dia a dia do clube, mas nesse episódio, as pessoas que comandam o esporte no clube mostraram "desespero" e tomaram tal atitude como se estivessem devendo uma satisfação aos torcedores e associados.  

Marcão é o segundo técnico de vôlei a cair no Estado, nesta temporada. No dia 12 de fevereiro, o comando do Mackenzie, que disputa a superliga feminina, também foi trocado. Pressionado também por não conquistar vitórias, André Scotti cedeu o lugar para Henrique Furtado.

O Mackenzie segue nas últimas colocações e sem chances de classificação.

Trocar de treinador, demitir ou contratar, faz parte do papel do dirigente, mas nunca esteve tão em moda no vôlei especificamente.

O Minas realiza de fato uma campanha ruim, mas está classificado e vai disputar os playoffs. A desculpa de que Marcão estaria sendo dispensado porque o time corre o risco de não se classificar, não cola. Mentira. Que contem outra.

Dizem que pelo elenco que possui, o Minas teria que estar nas primeiras posições. Discordo. Talvez o sétimo lugar atual seja meio exagerado, mas retrata exatamente o que fez a equipe até agora na superliga.

Culpar somente o treinador é covardia. Onde estão os grandes jogadores do time ?

Quer dizer que a culpa é só dele ?

Não.

Doulgas assume o time na reta final do campeonato. Conheço Doulgas como jogador e não como treinador, mas inteligente como é, deve ter aprendido bastante com Marcão e Mauro Grasso.   

Mas só os resultados o tempo vão dizer se a decisão foi correta. A experiência e os anos no esporte, me dizem que não. O Minas está trocando 6 por meia dúzia.      

  

Por Bruno Voloch às 09h20

08/03/2010

No feminino, 3 times pelo primeiro lugar e por um lugar no G-8.

O panorama na superliga feminina é semelhante ao campeonato masculino.

7 dos 13 times já estão garantidos nos playoffs.

Osasco, Pinheiros, Rio de Janeiro, Minas, São Caetano, Vôlei Futuro e Praia Clube estão na segunda fase.

Osasco, Pinheiros e Rio vão brigar diretamente pelo primeiro lugar. O Rio tem vantagem e ainda recebe Osasco e Pinheiros.

O Minas depende apenas de seus próprios resultados para ficar em quarto lugar.

O São Caetano com 6 derrotas deve mesmo acabar em quinto e possivelmente cruzar com o próprio Minas nas quartas. Esse confronto está praticamente definido. Mas do time de São Caetano se pode esperar tudo, até vencer Osasco e Pinheiros os próximos adversários.  

Vôlei Futuro e Praia Clube, grata surpresa da superliga, duelam pela sexta posição. Os dois tem o mesmo número de jogos, mas a tabela favorece o time de Uberlândia. É uma tendência, não uma certeza, o Praia Clube ficar em sexto. 

Brusque, São Bernardo e Sport podem no máximo terminar em oitavo lugar. Em décimo, o Sport tem 25 pontos, mas um jogo a menos que os demais. Acontece que o Sport ainda joga contra Osasco, Minas e Pinheiros, ou seja, tarefa dura pela frente.

São Bernardo encara Pinheiros, Osasco e São Caetano. Brusque tem ainda o Rio e São Caetano dos times grandes pela frente. Teoricamente tem o melhor caminho e o fato de ter ganho mais sets que São Bernardo e Sport pode ser decisivo nos critérios de desempate.   

 

 

       

Por Bruno Voloch às 10h52

7 times estão garantidos nos playoffs. 3 brigam por uma vaga.

3 times disputam uma vaga para a segunda fase da superliga masculina.

7 equipes já estão classificadas. Sada, Cimed, Pinheiros, Sesi, Caxias, Montes Claros e Minas. 

Cimed e Sada brigam pelo primeiro lugar, Sesi, Pinheiros e Montes Claros pelo terceiro e Caxias e Minas pela sexta posição.

Em tese, o primeiro lugar está aberto, mas a Cimed tem uma leve vantagem em relação aos próximos adversários. Por sinal, são quase os mesmos, mas o Sada ainda vai enfrentar o perigoso time de Caxias do Sul. A tendência é que o primeiro lugar seja decidido mesmo nos detalhes dos sets ganhos e perdidos.

Pinheiros e Sesi ainda se enfrentam. Montes Claros tem dois jogos a menos que Pinheiros e Sesi e pode incomodar. O Sesi leva uma certa desvantagem porque perdeu até agora 34 sets enquanto o Pinheiros tem 29 contra. Mas uma vitória no clássico pode tirar essa diferença a favor do Sesi.

Minas e Caxias brigam pelo sexto lugar e também se enfrentam em Belo Horizonte. Pela regularidade, seria mais fácil apostar no Caxias, mas a tradição do Minas não pode ser desprezada em hipótese alguma nesta reta final.

A última vaga está entre São Bernardo, Vôlei Futuro e Ulbra. São Bernardo é hoje décimo colocado, está em ascenção e cresceu na hora certa. Fora isso, tem 3 jogos a menos que o Vôlei Futuro.  A tabela é muito complicada para o time de Araçatuba e a Ulbra segue instável e irregular. Vejo a disputa mais entre Ulbra e São Bernardo, curiosamente os dois que estão hoje fora da zona de classificação.    

Santo André, Blumenau, Lupo, Brasilia, Vitória e Volta Redonda jogam para cumprir tabela. Já estão de férias, mas o profissionalismo deve falar mais alto, espero eu, pois cada set roubado dos grandes, pode interferir diretamente no poscionamento final.  

 

   

Por Bruno Voloch às 10h21

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.