Blog do Bruno Voloch

08/05/2010

Campeã olímpica, Fofão pode deixar novamente o Brasil

Assim como Mari e Sheilla, a levantadora Fofão ficou 'desempregada' após o anúncio do fim da equipe de São Caetano.

Mas Fofão segue recebendo muitas propostas do exterior. A Itália deseja contar com a campeã olímpica e duas equipes já fizeram contato e proposta para a jogadora. Perugia e o time de Conegliano querem tirar novamente Fofão do vôlei brasileiro.

A prioridade de Fofão é jogar em São Paulo, depois ficar no Brasil e se não tiver alternativas, pode aceitar uma das duas propostas que recebeu. 

Apesar de estar com com 40 anos, Fofão só não está jogando pela seleção por opção própria. José Roberto Guimarães já declarou várias vezes que gostaria de contar com a jogadora, que ainda seria titular absoluta.

Com Rio e Osasco 'fechados', Fofão pode jogar ainda pelo Pinheiros ou até o Minas, desde que esses clubes arrumem um patrocinador que possa bancar os salários da jogadora.  

Barueri seria uma outra opção. O treinador José Roberto Guimarães ainda luta para montar um time em Barueri e Fofão é o primeiro nome da lista.    

  

Por Bruno Voloch às 08h34

Villa Cortese faz história e vai à final

Está definida a decisão do campeonato italiano feminino temporada 2010/2011.

O Villa Cortese derrotou Bergamo por 3 a 2 na quarta partida semifinal e vai disputar o titulo contra o Pesaro. Essa é a primeira vez na história do VillaCortese que o time vai disputar uma decisão.

O quarto jogo contra Bergamo foi jogado na casa do adversário e novamente muito equilibrado. O Villa Cortese dominou o primeiro set e abriu 1 a 0 com 25/22. O Bergamo reagiu e empatou o jogo com 28/26. Em 28 minutos, Bergamo virou a partida com 25/22 no terceiro set. O Villa Cortese então empatou o jogo ganhando o quarto com a parcial de 25/19 e no quinto set matou o jogo com 15/12 em 17 minutos.

Aguero, para variar, foi a maior pontuadora do Villa Cortese com 27 pontos. Sara Anzanello fez 17 e escolhida a mvp do jogo. Pelo lado do Bergano, Francesca Piccinini terminou a partida com 22 pontos e a alemã Fürst 16.

Pesaro e Villa Cortese jogam a primeira partida da inédita final no dia 13 em Pesaro. Dois dias depois as equipes voltam a se encontrar ainda em Pesaro e no dia 18 na quadra do Villa Cortese. Se houver necessidade, o quarto e quinto jogos acontecerão nos dias 20 e 23 de maio, sendo o último em Pesaro.  

Por Bruno Voloch às 08h16

07/05/2010

Vôlei Futuro se assusta com a realidade e desiste de trazer Paula Pequeno

Depois de sonhar com Natália, investir em Joycinha e perder Ana Tiemi para Osasco, o Vôlei Futuro de Araçatuba quer definitivamente virar time grande.

E o projeto é semelhante ao do masculino. Para poder brigar pelas primeiras posições, o clube tentou contratar a campeã olímpica Paula Pequeno que está jogando na Rússia. Mas o valor pedido pelos agentes da jogadora foi considerado 'absurdo' e fora da realidade pelos dirigentes de Araçatuba. Com isso, o clube desisitiu do negócio. 

É desejo do técnico William Carvalho levantar o vôlei feminino do clube, uma vez que o masculino está vivendo uma lua-de- mel com os torcedores após as contratações de Ricardinho e Lucão.

Até agora o Vôlei Futuro renovou os contratos da levantadora Ana Cristina, da ponta Neneca e da líbero Stephany. Fora isso, o time contratou Elis, revelação de Uberlândia e Andressa do Mackenzie.

O time de Araçatuba fez propostas oficiais para Natália, Joycinha e Fernanda Garay. Natália preferiu permanecer em Osasco, Joycinha deve jogar na Coréia e Garay no Japão.

William deve nas próximas semanas observar algumas jogadoras da seleção da República Dominicana. A seleção dominicana, dirigida pelo brasileiro Marcos Kwiek, está treinando na cidade se preparando para o Grand Prix e o campeonato mundial.   

 

 

    

 

Por Bruno Voloch às 15h15

Ivna está perto de acertar com o Pinheiros

O Pinheiros enfim dá sinais de reação no mercado.

Até o início da próxima semana, o clube deve confirmar a contratação da jogadora Ivna do Minas.

Essa será a primeira vez que Ivna jogará no vôlei de São Paulo. A jogadora foi formada nas divisões de base do Sesi de Uberlândia e passou a maior parte da carreira no Minas Tênis Clube.

Ivna está com 20 anos e jogou nas seleções de base onde se destacou. Na final do campeonato mineiro infanto-juvenil de 2008, a atleta sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo. Ivna rompeu o ligamento cruzado anterior, teve uma lesão no menisco medial e ainda um edema ósseo no joelho.

A contusão deixou Ivna fora das quadras por quase 1 ano.

Ivna deixa o Minas e o clube pode anunciar em breve as gêmeas Monique e Michelle do Rio de Janeiro.

Por Bruno Voloch às 14h20

Pesaro ignora fator casa e está na final do campeonato italiano

O Pesaro é o primeiro finalista do campeonato italiano feminino.

Mesmo jogando fora de casa, o time derrotou o Jesi de Sokolova por 3 a 0 e fechou a série em 3 jogos a 1. Apesar da derrota no quarto e decisivo jogo, a jogadora russa foi o destaque da partida com 17 pontos.   

O Pesaro fez 3 sets a 0 com parciais de 25/20, 25/20 e 25/21 em uma hora e quinze de jogo.

Pelo Pesaro, a polonesa Skowronska marcou 15 pontos e Carolina Costagrande mais 14. Guiggi segue fora por causa de um problema no joelho e é dúvida para a final.

Na decisão, o Pesaro vai enfrentar Villa Cortese ou Bergamo. O Villa Cortese de Aguero lidera a série em 2 a 1 e as equipes se enfrentam esta noite em Bergamo. Se o time da casa vencer, teremos o quinto jogo, caso o Villa Cortese consiga a vitória, será finalista pela primeira vez na história.

  

Por Bruno Voloch às 10h06

Caso Ricardinho: Novas e ótimas notícias

Não foi exatamente a mesma fonte que me confirmou a ida de Ricardinho para o Vôlei Futuro, mas diria que é tão confiável quanto.

Lendo o blog na noite de ontem, o profissional pede para não ser revelado. O motivo é simples e entendo perfeitamente, pois o mesmo segue jogando por uma grande equipe do Brasil. Mas conhece como poucos os bastidores da seleção, ganhou quase todos os títulos que disputou e pela amizade que temos, fez questão de se manifestar quando procurado por mim.

Na verdade, a pessoa se sentiu 'citada' no texto 'Verdades e mentiras sobre Ricardinho'. Garanti a ele que em nenhum momento dei nomes e o texto comprova. Mas isso pouco importa nesse momento.

A pessoa me garante Ricardinho pediu mesmo para não fazer parte do grupo nesse momento. Ricardinho quer tratar com tranquilidade de sua mudança da Itália para o Brasil, afinal foram vários anos jogando no exterior.

A cidade de Araçatuba e o projeto foram determinantes na escolha do jogador. Araçatuba fica apenas 3 horas de distância de Maringá, cidade onde Ricardinho vive com a família. Por um ano de contrato, Ricardinho deve receber cerca de 1 milhão de reais e será o responsável por todas as ações de marketing do Vôlei Futuro.

Ricardinho ainda não se sente 100% à vontade para conviver novamente com os antigos companheiros de seleção. E o problema não é Giba, muito menos Rodrigão.

Ricardinho e a comissão técnica da seleção já traçaram juntos o planejamento para ter o jogador na competição mais importante do ano: o campeonato mundial da Itália. O mundial só começará no fim de Setembro, mais precisamente no dia 25.

O jogador terá um mês para descansar, arrumar a vida e começar os treinamentos pelo Vôlei Futuro. Em Junho já deve estar batendo em bola normalmente, enquanto a seleção estará jogando a Liga Mundial. A comissão vai acompanhar à distância o trabalho de Ricardnho no clube e estando em forma após realizar alguns jogos pelo paulista, Ricardinho deverá ser chamado para jogar o campeonato mundial.

Ou seja, Ricardinho só não jogará o mundial se não quiser.

No Brasil, Ricardinho terá mais tranquilidade e tempo para fazer contato e resolver as pequenas pendências que ainda o separam da seleção.    

O blog conseguiu adicionar um personagem importante nesse jogo, até então, de verdades e mentiras. Personagem que óbvio se encaixa na parte da verdade.  

Bernardinho sabe da capacidade técnica de Ricardinho, da sua importância e experiência em ano de mundial, por isso fez tanta questão de se aproximar do atleta. Poderia ter agido com mais clareza e menos suspense, até porque a decisão de não chamar o jogador já estava tomada faz tempo e não foi da noite para o dia.

Mas é o estilo dele e não tem como mudar.   

Penso que nessa novela toda, apenas uma das partes alcançou seu objetivo. Pelo menos por enquanto. É uma novela que está cansativa e com os personagens desgastados, mas se tivermos um final feliz, terá valido a pena a brincadeira de esconde-esconde. 

        

Por Bruno Voloch às 09h12

Pinheiros acerta com Tuba e Maurício e deve dispensar Léo e Roca

Se o time feminino do Pinheiros aguarda as definições do mercado para contratar, a equipe masculina não pode fazer o mesmo. 

Depois de perder o campeonato paulista e terminar apenas na terceira colocação na superliga, o Pinheiros está reformulando boa parte do time.

Tuba, que jogava em São Bernardo foi contratado e vem para a vaga de Léo que não rendeu o esperado pelos dirigentes.

Maurício chega do Minas e na condição de jogador de seleção brasileira, assume a posição de ponteiro titular. O cubano Roca não deve ficar no clube.

Maurício e Giba serão os titulares, Tuba de oposto, com Marcelinho de levantador. No meio estão mantidos Rodrigão e Gustavo. O líbero será Polaco que já acertou sua situação.

O Pinheiros deve ainda trazer William Reffatti da Ulbra para compor o elenco.          

Por Bruno Voloch às 08h30

Após perder Lucão e Thiago Alves, Cimed busca alternativas no mercado

O levantador Bruno avisou que a Cimed poderia ser desmontada pelos adversários após o encerramento da superliga. Dito e feito.

O atacante Thiago Alves foi o primeiro a deixar o time catarinense e assinou com o Sesi de Giovane Gávio. Lucão também já se despediu e vai jogar no  Vôlei Futuro de Araçatuba ao lado de Ricardinho.

A boa notícia é que Renato e Éder estão próximos de uma acordo para a renovação de contrato.

O técnico Marcos Pacheco já está procurando alternativas no mercado para montar um time competitivo e capaz de brigar pelo quinto título brasileiro.

O levantador Bruno segue conversando e apesar de ter sido procurado por times do exterior, diz que a preferência é ficar no Brasil até a Olimpíada de Londres em 2012.

      

Por Bruno Voloch às 08h18

Figurantes, Pinheiros e Minas esperam as 'sobras' para montar os times

Ilustres figurantes nas últimas superligas, Pinheiros e Minas ainda vão esperar para montar seus elencos para a temporada 2010/2011.

O investimento do time feminino do Pinheiros será novamente moderado, uma realidade muito distante da equipe masculina. Com a saída do patrocinador do São Caetano, algumas jogadoras devem sobrar no mercado e sem alternativas no Brasil serão 'obrigadas' a jogar no Pinheiros ou no Minas.

O técnico Paulo Coco deverá ser mantido para a próxima temporada. A central Bárbara é a única jogadora assinada com o clube paulista. Fernanda Garay vai para o Japão, enquanto Lia, Jú Costa e Fabíola ainda não renovaram. A levantadora Roberta deixou o clube e será reserva de Dani Lins no Rio. Com isso, acaba a 'boquinha' de Camila Adão no time de Bernardinho. 

Ainda no Pinheiros, a líbero Suelen pode aparecer na vaga de Verê.

O Pinheiros não tem ainda nenhuma jogadora de 7 pontos e vai esperar a definição da formação do time do Rio de Janeiro para pegar as 'sobras' do mercado.

O caso do Minas é semelhante. Sem dinheiro, o time feminino vai tentar em Outubro fechar com a norte-americana Nancy Metcalf por 6 mêses. Jarbas Ferreira foi mantido como treinador e a única jogadora confirmada no elenco é a levantadora Camila.

Ivna tem propostas e a dominicana Annerys Vargas, por incompatibilidade com Jarbas, não deve ficar no Minas. 

A alternativa do Minas é também esperar e ver quais jogadoras ficarão sem time. Sem alternativas, podem acabar em Belo Horizonte.

Por Bruno Voloch às 08h10

06/05/2010

Montes Claros garante Rodriguinho e deve perder Lorena para o Japão

Vice-campeão da superliga passada, Montes Claros começa a trabalhar para 2010/2011.

Depois de perder Acácio para o Sada/Cruzeiro, o clube acertou a renovação de contrato do habilidoso levantador Rodriguinho.

Bruno Zanuto que jogava no Sada/Cruzeiro, e os centrais Giovanni do São Bernardo e Alberto, ex jogador do Minas e São Caetano, são os primeiros reforços.   

O técnico Talmo busca ainda no mercado um jogador para substituir o líbero Brendle que foi para o Minas. 

A notícia ruim é que Lorena, maior pontuador da superliga, não fica em Montes Claros. O jogador recebeu uma proposta irrecusável do Japão e deve deixar o Brasil novamente. Lorena foi procurado pelo Pinheiros, mas as negociações não evoluiram.

Para o lugar de Lorena, Montes Claros pensa em trazer Rivaldo que joga no vôlei italiano atualmente e já defendeu a seleção brasileira.  

Por Bruno Voloch às 22h29

Verdades e mentiras sobre Ricardinho

Louvável a atitude do técnico Bernardinho.

Alguns dias depois de divulgar a lista da Liga Mundial, o treinador explica os reais motivos da ausência do jogador. A resposta foi interessante, mas ainda não me convenceu, longe disso.

Quer dizer que Ricardinho precisa de um tempo para se reestruturar ?

Não, sem essa. Respeito muito Ricardinho, mas essa não cola. Não posso e não tenho o direito de duvidar das palavras dele e de Bernardinho, mas tenho obrigação de dar minha opinião e não sou obrigado a acreditar.

Minhas fontes, aquelas mesmas que me garantiram Ricardinho no Vôlei Futuro, dizem que Ricardinho não volta para a seleção enquanto não se acertar pessoalmente com os líderes do time. Ponto. Essa é a questão e Bernardinho nada pode fazer. Já fez muito por sinal, sem demagogia alguma.

Aliás, porque negar e agora admitir abertamente o acerto com o Vôlei Futuro ? 

Péssima mania dos dirigentes brasileiros e daqueles que gerenciam a carreira do jogadores. Essas atitudes só fazem com que eles percam credibilidade. O acerto já existia desde quando o blog divulgou a notícia com exclusividade na semana passada.

Será que o exemplo recente das mentiras do antigo patrocinador do São Caetano não serviram de lição ?

A notícia chega, não tem jeito e depois o dirigente fica com cara de tacho confirmando a notícia por ele desmentida dias ou meses atrás.

Até acredito que as portas estejam abertas para Ricardinho, mas ele só vai entrar se tiver o "sim" dos líderes. O que me espanta e me deixa curioso é que Ricardinho não precisa disso. Ele foi inteligente como de hábito e sentiu que não seria unanimidade dentro do grupo. Por isso, pediu um tempo. 

Voltando a jogar no Brasil o apelo será muito maior. Ricardinho vai conviver de perto com os antigos companheiros e naturalmente as coisas podem evoluir positivamente.

Ricardinho passou da hora de falar. Deve fazer isso quando for apresentado oficialmente em Araçatuba. Espero que até lá, ele seja muito bem orientado e de uma vez por todas aja naturalmente.    

Se isso não acontecer, vamos continuar com o jogo de verdades e mentiras. O maior prejudicado nessa história, é o próprio jogador.  

Por Bruno Voloch às 21h05

Fabiana prioriza Europa e não tem pressa para definir o futuro

A jogadora Fabiana é uma das valorizadas jogadoras do mercado brasileiro mundial.

Assim que terminou a superliga, Fabiana disse que tinha interese em deixar o vôlei brasileiro para jogar no exterior. Nada contra o Rio de Janeiro, mas atleta tem o interesse em conhecer o vôlei europeu, viver novas experiências, uma nova cultura de vida e outros idiomas.  

Fabiana recebeu propostas de equipes da Turquia, da Itália e da Rússia. Além disso, o Rio de Janeiro deseja permanecer com a jogadora, mas exige uma resposta nos próximos dias. Essa exigência pode fazer o Rio perder Fabiana, que pretende resolver tudo com calma, sem pressa.

Normalmente as propostas mais vantajosas financeiramente chegam da Rússia, onde jogam atualmente Walewska e Paula Pequeno. A Turquia entrou firme há duas temporadas e a Itália, embora pague menos, tem o melhor campeonato do mundo.

Aliás, se não fechar com Fabiana, o Rio vai atrás de Walewska. A jogadora já manifestou o desejo de voltar ao Brasil e é velha conhecida do treinador Bernardinho. 

Se resolver ficar no Brasil e não acertar com o Rio, Fabiana pode ser uma ótima opção para Pinheiros, Vôlei Futuro e Minas.    

 

Por Bruno Voloch às 14h32

Osasco dá resposta e renova com Carol, Jaqueline, Thaísa e Sassá

Osasco não perdeu tempo. 

Assim que soube das contratações de Sheilla e Mari por parte do Rio de Janeiro, a diretoria correu atrás e renovou de uma só vez os contratos das titulares que ainda não tinham acertado.

A levantadora Carol, a central Thaísa e as atacantes Jaqueline e Sassá ficam por mais um ano no clube.

Adenízia e Camila Brait estavam acertadas desde a semana passada, enquanto Natália fechou antes de se apresentar em Saquarema.

Ana Tiemi, convocada para a seleção, também vai permanecer em Osasco. A jogadora recebeu proposta do Pinheiros e do Vôlei Futuro de Araçatuba, mas preferiu ficar no clube. Com isso, Osasco mantém a base que foi campeã da superliga derrotando o rival Rio de Janeiro na decisão.

Por Bruno Voloch às 13h38

Sada/Cruzeiro contrata Acácio e deve renovar com Wallace

Vice-campeão da superliga com o time de Montes Claros, o central Acácio está de casa nova. O jogador foi contratado pelo Sada/Cruzeiro e se junta ao jogadores Serginho, Léo Mineiro e Filipe Ferraz, as caras novas do time.

Acácio jogou muito bem a parte final da superliga passada, especialmente nas quartas de final contra São Bernardo e na semifinal contra o próprio Sada/Cruzeiro.

O clube mineiro acertou as renovações de contrato de Samuel e Renato Felizardo. Wallace também deve ficar no Sada/Cruzeiro.

Com a saída de Sandro para o Sesi, o Sada/Cruzeiro trouxe o levantador Willian Arjona que estava no Bolívar da Argentina.      

Por Bruno Voloch às 13h11

05/05/2010

Campeão olímpico surpreende e decide ficar no Minas

André Nascimento esteve muito perto de deixar o Minas. O jogador já era considerado nome certo no Vôlei Futuro de Araçatuba, mas André voltou atrás e renovou seu contrato com o time mineiro.

Apesar da campanha ruim do Minas, André Nascimento se destacou na superliga e foi sem dúvida o principal jogador do time no campeonato.

André, campeão olímpico em 2004, é o único titular que renovou contrato. Henrique interessa ao Minas e as negociações podem evoluir para a permanência do atleta por mais um ano.  

O  Minas já anunciou as contratações do ponta Filipe Chupita, do levantador Marlon e do líbero Brendle.

A diretoria do Minas estuda agora o caso do treinador Douglas Chiarotti. Internamente, o comentário é que o Minas precisa de um técnico com mais experiência e alguns nomes estão sendo estudados.

Por Bruno Voloch às 13h15

Rio de Janeiro fecha com Mari e Sheilla. Anúncio oficial sai em breve

O que era no início uma pequena possibilidade deve se transformar em realidade.

Mari e Sheilla, que estavam "desempregadas" desde o fim do time de São Caetano, já acertaram as bases do contrato com o Rio de Janeiro e deverão ser anunciadas em breve como os dois principais reforços da equipe para a temporada 2010/2011.

Pequenos detalhes separam as jogadoras da seleção do clube carioca, o que impede o anúncio oficial.  

Será a primeira vez que Mari e Sheilla jogarão no Rio de Janeiro. As duas tinham propostas do exterior e também de Osasco, mas optaram em trabalhar com Bernardinho. 

Mari tinha razão. Nada como um dia atrás do outro.

O torcedor do Rio que provocou e vaiou Mari nas semifinais entre Rio e São Caetano, agora será obrigado a aplaudir e incentivar a jogadora. As duas serão companheiras de Dani Lins, que também ficou marcada por ter provocado o time paulista após a eliminação da superliga.

Na ocasião, Dani pediu diante das câmeras, que as jogadoras do São Caetano usassem acetona para tirar o esmalte verde das unhas.

Por Bruno Voloch às 12h15

Após fechar com Mauro Grasso, Pinheiros começa a se mexer atrás de reforços

O Pinheiros, agora sob comando de Mauro Grasso, começa efetivamente a pensar na temporada 2010/2011. O primeiro passo foi contratar Mauro Grasso.

Cebola, antigo treinador, só fica no clube se aceitar ser supervisor.

A nova comissão técnica corre atrás de reforços e também já tem a lista dos jogadores que não vão permanecer no elenco.

Kid se aposentou, o levantador reserva Joel, os atacantes Dirceu e Pablo e mais o líbero Alan não devem ficar no clube. Os contratos de Giba, Gustavo, Marcelinho e Rodrigão com o patrocinador vão até 2012, mas se receberem uma proposta vantajosa do exterior, podem ser liberados. A tendência é que eles continuem no Pinheiros.

O oposto Léo pode sair do clube. Mauro Grasso indicou a contratação do jogador Tuba que jogou a superliga por São Bernardo. Quem também deve chegar é o líbero Polaco que atuou pelo Sada/Cruzeiro. 

Maurício, ponta do Minas, foi procurado e nos próximos dias deve responder se aceita ou não jogar pelo Pinheiros. Só a partir dessa resposta é que a comissão técnica vai definir a situação do cubano Roca.  

Por Bruno Voloch às 23h00

04/05/2010

Natália não aceita convite do Rio e renova com Osasco

O torcedor do Osasco pode ficar tranquilo.

Natália, principal jogadora do time e destaque na decisão da superliga, acertou a renovação de contrato e vai ficar mais uma temporada no time paulista.

O Vôlei Futuro de Araçatuba tinha interesse em contratar Natália, mas o Rio de Janeiro entrou firme e chegou a fazer uma proposta oficial para a jogadora.

Mas Natália não aceitou. A atleta que passou férias em Cancum, deixou o pai resolvendo as questões profissionais e preferiu ficar mais um ano em Osasco. A jogadora voltou feliz, descansada e bronzeada como nunca esteve. Ela está em Saquarema e com ótimo astral falou ao blog:   

"Minha dúvida era entre Osasco e Rio, mas pelo fato de ter sido campeã, resolvi ficar em Osasco mesmo. Esperamos coisas boas para esse ano".

Natália disse que pesou muito o fato de ter toda uma vida e amigos em São Paulo:

"Já estou acostumada com a cidade, tenho tudo por lá e por esses motivos eu também resolvi ficar".

A jogadora disse que não se envolve diretamente na questão de renovação e propostas de outras equipes. O pai decide e faz os contatos para Natália:

"Nunca gostei e isso me incomoda bastante. Por isso deixo sempre para a hora de resolver".

Sair do Brasil e jogar no exterior é uma situação que não passa pela cabeça de Natália.      

"Mesmo que tivesse tido proposta de fora não iria sair. Acho que pelo menos até 2012 não saio daqui, sou muito nova e gosto de jogar no Brasil. Claro que no futuro, para ganhar experiência, posso arriscar jogar na Europa. Mas agora nem pensar".

Natália vai trabalhar pelo sétimo ano seguido com Luizomar de Moura. São 5 anos em Osasco, 1 em Campos e outro em Macaé:

"Temos toda uma hsitória juntos, desde os títulos mundiais nas categorias de base. Ele sempre me deu muita força, acreditou em mim em todas as situações e temos confiança um no outro".

Com o "não" de Natália, crescem as possibilidades de Mari e Sheilla jogarem no Rio na próxima temporada.          

  

Por Bruno Voloch às 15h16

Minas reforça a equipe com líbero Thiago Brendle

Um dia após fechar as contratações de Marlon e Chupita, o Minas acertou com mais um jogador para a temporada 2010/2011.

Thiago Brendle deixa Montes Claros e será o líbero do Minas, substituindo o veterano Serginho que não continuará no time mineiro. Thiago ganhou o prêmio de melhor defesa da última superliga.

Serginho não perdeu tempo, aceitou o convite e assinou contrato com o Sada/Cruzeiro.

Agora o Minas vai tentar segurar André Nascimento que interessa ao Vôlei Futuro de Araçatuba. Um central deve ser anuniciado em breve, já que André Heller não fica no clube. 

A idéia dos dirigentes do Minas é fazer uma grande reformulação no elenco e montar um time de nível com possibildade de ser campeão.

Por Bruno Voloch às 14h28

A palavra é metade de quem a pronuncia e metade de quem a ouve

Incoerente a decisão de Bernardinho no caso Ricardinho. Me arrisco sem medo ir mais longe e chego a admitir que foi uma atitude premeditada.

O raciocínio é simples. Na visita que fez ao levantador brasileiro na Itália, o preparador físico José Inácio, disse que Ricardinho, palavras do preparador, demonstrou interesse em retomar contato com o treinador e quem sabe voltar à seleção brasileira.

Bernardinho fez questão de tornar público esse suposto desejo de Ricardinho, deixando claro que não seria ele que iria fazer o papel de vilão. Ora se a idéia era apenas "voltar a ser bons amigos", qual a intenção em levar toda essa história novamente para a imprensa ?

Um jantar em Ipanema, perto da casa dele, resolveria a questão.

Não era o ideal. Com a mídia envolvida, Bernardinho deixaria claro que não pediu o retorno de Ricardinho e sim foi procurado por ele, numa espécie de pedido de desculpas, como se o jogador estivesse assumindo que errou no episódio de 2007. Leia-se vaidade.

Os dois realmente conversaram e Ricardinho novamente "peitou" Bernardinho dizendo que voltaria desde que o técnico garantisse que ele não seria cortado. Lógico, seria um vexame para Ricardinho ser convocado e depois cortado da Liga Mundial. Bernardinho garantiu ao jogador que ele não seria um dos cortados do grupo, mas para tanto Ricardinho teria que ter aceitação de todos os jogadores que com ele conviveram por mais de 5 anos e ganharam os mundiais de 2002 e 2006 e a Olimpíada de 2004.

Nesse caso Bernardinho "lavou as mãos", jogou a responsabilidade para o grupo, mas no fundo estava ciente de que Ricardinho não seria bem recebido. E Ricardinho foi cortado sem ter treinado.

Bernardinho sai como bom moço desse episódio porque fez a parte dele, mas "infelizmente" não poderia ir contra a decisão de um grupo de jogadores que nunca se mostrou disposto a conviver de novo com o levantador.

Ricardinho foi usado e cada vez que se cala, consente que errou, independente de ter sido iludido. Ricardinho não é nenhuma criança e sabia dos riscos que estava correndo quando "se abriu" para o preparador físico. Pagou caro.

O que ninguém pode atualmente é ter a coragem de achar que Bernardinho ainda protege o filho na seleção. Não, isso não, seria confundir as coisas. Bruno tem muito talento, mostrou mais uma vez toda sua capacidade na última superliga sendo campeão pela Cimed e já anda faz tempo com as próprias pernas.

Se mantivesse Ricardinho na lista, Bernardinho teria sérios problemas. Ricardinho não aceitaria de forma alguma, embora dissesse o contrário, ser banco de Bruno no início do trabalho.

Se mantivesse Ricardinho na lista, Bernardinho estaria atrapalhando ou atrasando todo um processo de renovação na posição.

Mas Bernardinho por tudo que representa e conquistou como treinador, não precisava novamente expor Ricardinho ao rídiculo.

A Liga começa dia 4 de Junho, terminando em 25 de Julho e o campeonato mundial da Itália, principal competição do ano, está marcado para o dia 24 de Setembro.

Quem sabe Bernardinho decide convocar Ricardinho somente para o mundial ?

Diante de tanta incoerência, seria algo aceitável ver Ricardinho treinar o mês de Agosto, metade de Setembro e jogar como titular o mundial.

Se Ricardinho acreditou que existisse o "pacto", não custa sonhar e dar mais um voto de confiança ao "amigo" Bernardinho.

A palavra é metade de quem a pronuncia e metade de quem a ouve.

Por Bruno Voloch às 01h06

Thiago Alves e Bob devem ser as primeiras baixas da Cimed

Não foi por falta de aviso. O levantador Bruno tinha toda razão.

Mal terminou a superliga, os jogadores da Cimed já estão sendo assediados por equipes do Brasil e do exterior.

O atacante Thiago Alves dificilmente permanecerá em Florianópolis. Thiago recebeu uma proposta do Sesi de São Paulo e as negociações estão bem avançadas. No Sesi, Thiago iria substituir Filipe Ferraz que está negociando sua transferência para o Sada/Cruzeiro.

Sai um Thiago, pode chegar outro. Thiago Sens que jogou por São Bernardo tem boas possibilidades de jogar com a camisa da Cimed em 2010/2011.

O oposto Bob também está com os dias contatos na Cimed. Bob foi procurado pelos dirigentes do Sada/Cruzeiro e a tendência é que o jogador troque de time na próxima temporada.            

 

Por Bruno Voloch às 00h57

Minas contrata levantador da seleção, traz Chupita e deve perder Maurício

O Minas está disposto a dar a volta por cima na próxima temporada. Após fracassar com a perda do título mineiro e amargar uma eliminação ainda nas quartas de final da superliga, o Minas anunciou os primeiros reforços.

O levantador Marlon que defendeu o extinto time de São Bernardo e o atacante Felipe Chupita que estava na Grécia são as primeiras caras novas do Minas.

Marlon é velho conhecido do torcedor mineiro e esteve no Minas na temporada 2007. Chupita tem passagens pelo vôlei do Japão e da Itália e vai vestir pela primeira vez a camisa do Minas.

Reforços chegando e jogadores partindo. O central André Heller deve se transferir para o Vôlei Futuro de Araçatuba e Maurício, convocado para a seleção, foi convidado pelo Pinheiros de Mauro Grasso.   

Por Bruno Voloch às 00h27

Contratação de Tandara depende do acerto com Sheilla

O Rio de Janeiro segue investindo pesado na contratação da oposta Sheilla da seleção brasileira. A jogadora já recebeu proposta oficial de Bernardinho e deve responder nos próximos dias.

Com isso, o Rio vai aguardar para assinar com a jogadora Tandara que jogou a superliga pelo Brusque de Santa Catarina. Embora as partes estejam apalavradas, Tandara só vai jogar no Rio de Janeiro se as negociações com Sheilla fracassarem.  

A novidade é que Osasco também decidiu investir na contratação de Sheilla. A jogadora tem proposta do atual campeão brasileiro e de clubes da Turquia e da Rússia.

Sheilla gentil e educada como de hábito, falou com o blog e confirmou as informações:

"Realmente existe a proposta do Rio de Janeiro e também de Osasco. Alguns times da Turquia e da Rússia conversaram com meu procurador e até o Pesaro da Itália se manifestou. Mas até agora o que posso garantir é que não fico em São Caetano".        

Por Bruno Voloch às 23h45

03/05/2010

José Roberto Guimarães : 'Não existe intocável na seleção'

A seleção feminina se apresenta hoje na cidade de Saquarema e começa os treinamentos visando o Grand Prix e o campeonato mundial. José Roberto Guimarães convocou 16 jogadoras, mas duas não poderão disputar o Grand Prix. Antes de iniciar o trabalho, o treinador conversou com o blog e disse que por causa de alguns problemas no ano passado, preferiu trabalhar com 16 atletas.

Zé disse estar preocupado com o futuro do vôlei feminino em função da saída de alguns patrocinadores, que vai priorizar a parte física, não vai admitir vaidades, exige o grupo concentrado e que as jogadoras mais versáteis largam na frente. Nome e título olímpico não garantem a titularidade e Zé avisa que vai jogar quem estiver melhor.

blog: Como você espera encontrar as jogadoras após o anúncio do fim do time de São Caetano ?

Zé Roberto: Espero que bem. Infelizmente já estamos acostumados com essa situação e no ano passado vivemos algo semelhante quando Osasco perdeu o patrocinador. Ainda bem que em pouco tempo eles firmaram parceria com a Nestlé. Mas é algo preocupante, porque se não surgirem novas equipes será impossível manter todas as jogadoras da seleção no Brasil para essa temporada.

blog: Como serão as primeiras semanas de treinamento ?

Zé Roberto: Vamos dar ênfase a parte física, trabalhar a técnica individual e evitar que as jogadoras saltem. As levantadoras vão treinar separadamente, assim como as ponteiras passadoras.

blog: Por falar em levantadoras. Quem será a titular esse ano ?

Zé Roberto: A vaga está aberta. Claro que por ter um pouco mais de experiência, a Dani leva uma pequena vantagem. Mas quero e vou observar as 3 jogadoras e elas terão as mesmas oportunidades.

blog: Você já pensou no time titular ?

Zé Roberto: A base nós já temos, mas não existe lugar cativo no time. Na ponta por exemplo tenho a Mari, Jaqueline, Natália e a Paula, ou seja, todas podem ser titulares e vai jogar quem estiver melhor.

blog: E essa situação da Natália que joga de oposta no clube e ponta na seleção ?

Zé Roberto: Não está escrito que ela será oposta ou ponteira. Ela realmente foi convocada de ponta, mas se estiver voando como oposta, pode atuar sem problemas como titular. Eu digo que a versatilidade vai fazer a diferença na lista final. Quanto mais versátil for a jogadora, melhor para ela e mais chances de permancer na seleção ela vai ter. Isso sim será determinante, aquelas que conseguem atuar em duas ou três posições vão sobreviver.

blog: Você me parece preocupado com o grupo atual, porque ?   

Zé Roberto: É uma preocupação normal. Vou ser mais exigente do que nunca e não posso abrir mão da disciplina, quero as meninas concentradas nos nossos obetivos, todas comprometidas com o trabalho, doadas ao projeto e com treinamentos de qualidade.

blog: Então nem mesmo as campeãs olímpicas estão garantidas ?

Zé Roberto: Claro que não. Na seleção não existe e jamais vai existir isso. Esse papo de ‘intocável’ acabou e vai jogar, como disse antes, aquela que estiver melhor condicionada nos aspecto fisíco e técnico, não importa o que tenha feito no passado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Bruno Voloch às 11h52

Apesar do 'acordo', Ricardinho ainda não é unanimidade no grupo

Ricardinho exigiu garantias do técnico Bernardinho para voltar à seleção brasileira. O levantador admitia fazer parte do grupo desde que não corresse risco de ser cortado para a Liga Mundial ou mesmo o Campenato Mundial da Itála.

Aparentemente a situação estava resolvida. Bernardinho havia aceito, mas Ricardinho não é unanimidade. A resistência de alguns remanescentes do grupo campeão do mundo em 2006 e medalha de prata na Olimpíada de 2008, foi decisiva para que o jogador não fosse convocado.

O 'acordo' entre Ricardinho e Bernardinho estava firmado, mas o treinador sempre deixou claro para Ricardinho que seu retorno à seleção dependeria da aceitação ou não do grupo atual. Pelo jeito, o grupo disse não.

As boas atuações de Bruno na fase final da superliga, também foram determinantes e influenciaram Bernardinho na decisão de manter Ricardinho longe da seleção. Seria complicado e Bernardinho sabe disso, manter Ricardinho no banco e Bruno como titular.

Os discursos serão conhecidos em breve, mas já dá para adiantar que Bernardinho vai dizer que nunca fez 'pacto' algum e que sempre disse que se tratava apenas de uma 'aproximação', porque a situação o incomodava. Vai lembrar que para Ricardinho voltar, o jogador precisaria conversar com os jogadores e ter o 'sim' dos líderes do time.

Situação mal explicada.

Ricardinho vai se sentir usado e de fato foi. O silêncio nem sempre é a melhor alternativa e Ricardinho deve ter aprendido pelo menos essa lição.

 

Por Bruno Voloch às 11h25

Com 31 pontos de Sokolova, Jesi vence e empata série com Pesaro

A russa Sokolova desequilibrou no segundo confronto da semifinais do campeonato italiano. A jogadora fez 31 pontos na vitória do Jesi por 3 sets a 2 fora de casa contra o Pesaro. Simona Rinieri colaborou com mais 21 pontos para Jesi e a croata Senna Usic marcou 25 pelo time do Pesaro.

O Jesi chegou a fazer 2 a 0 com 25/21 e 25/19. No terceiro set o Jesi teve um match point com 25 a 24, mas Usic comandou a reação do Pesaro que fechou com 27 a 25.

O Pesaro manteve o ritmo no quarto set e venceu com facilidade fazendo 25 a 15, levando o jogo para o tie-break.

O quinto e decisivo set foi dominado pelo Jesi que sempre esteve na frente no placar com 2 ou 3 pontos de vantagem. A vitória veio em um ataque para fora de Costagrande. 15/12

Jogando em casa, o Pesaro perdeu a chance de abrir 2 a 0 na série. Agora os dois próximos jogos serão em Jesi e se o time de Sokolova não perder diante da torcida, estará na decisão.

 

 

 

    

Por Bruno Voloch às 09h28

02/05/2010

Líbero campeã brasileira renova com Osasco

Camila Brait vai ficar em Osasco por mais uma temporada.

Durante o fim de semana, a jogadora acertou a renovação de contrato com a diretoria e será novamente a líbero do time de Luizomar de Moura.

Camila é a segunda jogadora a renovar com Osasco. No início da semana passada, a central Adenízia também acertou sua permanência.

A idéia da comissão técnica é contar também com Thaísa e Jaqueline.

  

Por Bruno Voloch às 22h29

Enquanto aguarda por Sheilla e Mari, Rio de Janeiro anuncia Tandara

Depois de acertar a renovação de contrato da levantadora Dani Lins, o Rio de Janeiro fechou a contratação da atacante Tandara de 22 anos. A jogadora atuou pelo time de Brusque na superliga passada e assinou por 1 ano com o Rio.

Depois de passar por Pinheiros e Osasco, Tandara vai trabalhar pela primeira vez na carreira com Bernardinho.      

O clube carioca ainda aguarda para essa semana uma resposta das jogadoras Sheilla e Mari. Durante as finais da superliga feminina em São Paulo, Bernardinho fez pessoalmente o convite para as atletas.

Joycinha, de partida para o continente asiático, está fora dos planos. 

Por Bruno Voloch às 22h21

A 'máquina' do Trentino e seus personagens

O Trentino ganhou com inteira justiça o bicampeonato da Champions League. A equipe italiana sobrou em quadra e derrotou com facilidade o Dínamo de Moscou.

Não vi jogo, sinceramente. O Trentino fez 25/12 no primeiro set e a partir daquele momento, conquistava o campeonato. O que a gente pode ver foi uma disparidade técnica absurda e em pouco mais de uma hora, em ritmo de treino, o Trentino fazia 25/20 e 25/21. Venceu e em nenhum momento foi ameaçado pelo Dínamo.

E quem é esse Radostin Stoytchev ?

Treinador búlgaro que fez essa máquina do Trentino não perder para ninguém e conquistar todos os títulos que disputou. Essa é a terceira temporada como treinador do Trentino. O técnico iniciou seu trabalho em setembro de 2007 perdendo em casa por 3 a 0 para o Cuneo.

Stoytchev tem apenas 40 anos, dirigiu o time em mais de 140 partidas e soma 3 títulos italianos, uma Copa Itália, um mundial de clubes e agora ganhou pela segunda vez a Champions League. 

14 jogadores fazem parte do elenco. 3 brasileiros, 2 búlgaros, um francês, um polonês e um cubano. Difícil destacar apenas um jogador nesse time.

O búlgaro Matey Kaziyski foi um gigante na campanha do time nessa Champions League. Ponteiro alto, forte, bom sacador e de uma técnica impressionante.

O cubano Juantonera é craque. Ficou quase 3 anos parado, chegou e assumiu um papel importante dentro do time. São mais de 50 jogos pelo Trentino em sua primeira temporada e Juantonera já fez mais de 800 pontos.      

Em sua quarta temporada na Itália, com passagens por Latina e Taranto, Leandro Vissoto forma o tripé ofensivo do time. Vissoto é imprescindível ao time do Trentino e um dos jogadores mais valiosos do mundo na atualidade.

Evidente que ninguém ganha nada sozinho. O Trentino ainda tem os "italianos" Andrea Sala e Birarelli e contou com o polonês Zygadlo. Por sinal, o levantador Zygadlo substituiu o brasileiro Rapha, que por causa de uma contusão no dedo da mão, ficou de fora das finais.

O Trentino já entra para a história do vôlei como um dos maiores times de todos os tempos. A sequência de títulos conquistados em diferentes torneios não deixa dúvida e para nosso orgulho e satisfação, o Brasil está representado com Leandro, Rapha e Riad.

Mas a festa ainda não acabou.  A 'máquina', como está sendo chamado o time do Trentino, decide no domingo dia 9 o campeonato italiano contra o Cueno na cidade de Bologna. Será a terceira vez que Trentino e Cuneo decidirão o título. Nas duas anteriores, nas temporadas 95/96 e 97/98, o Trentino foi campeão.

Alguém dúvida que a história vai se repetir ?   

Por Bruno Voloch às 19h20

Odintsovo de Paula Pequeno é arrasado, perde duas seguidas e fica longe do título

A primeira temporada de Paula Pequeno na Rússia deve mesmo acabar sem título.

No segundo jogo da decisão do campeonato russo, o Odintsovo de Paula Pequeno e Walewska foi novamente derrotado pelo Dínamo Moscou. Dessa vez, o Dínamo encontrou ainda mais facilidade e fez 3 sets a 0 com parciais de 25/18, 25/19 e 25/16. Paula foi substituída no primeiro set, mas depois voltou ao jogo e terminou a partida com 12 pontos. Walewska marcou 2. 

No sábado, o Dínamo Moscou abriu 1 a 0 na série vencendo por 3 sets a 1.

Para ficar com o título da temporada 2009/2010, o Odintsovo terá que vencer 3 jogos consecutivos. Para o Dínamo Moscou, onde atuam a experiente Godina e a craque italiana Simoni Gioli, basta uma vitória simples no próximo jogo.

A terceira partida entre Dínamo Moscou e Odintsovo está marcada para o dia 7. 

 

Por Bruno Voloch às 16h00

A segunda chance de Bob e Acácio

Participar da decisão teve um sabor especial para dois jogadores: Bob da Cimed e Acácio de Montes Claros.

Se Giba teve uma segunda chance, porque os dois não poderiam ter uma nova oportunidade no esporte ?

Cimed e Montes Claros apostaram no talento e principalmente no poder de recuperação dos atletas em questão. Bob foi suspenso ano passado porque um exame anti-doping constatou que ele havia usado maconha. Pelo mesmo motivo, foi pego Acácio, central do Montes Claros. Os dois cumpriram suspensão de 60 dias.

O doping por maconha tem é comum em muitos esportes. No vôlei, Giba foi flagrado pelo uso da substância em 2003, acabou com oito jogos de suspensão no Campeonato Italiano e perdoado por Bernardinho. Michael Phelps também já foi flagrado consumindo a droga em uma festa universitária norte-americana.

Bob atuava ainda por São Bernardo e o exame acusou o uso da substância delta-9-tetraidrocanabinol, presente na maconha, durante as quartas de final da temporada 2008/2009. O jogo foi contra Joinville e realizado em 20 de março. Na ocasião, Bob anotou 13 pontos, acabou flagrado no exame anti-doping e punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Vôlei.

Corajoso, Bob confessou que errou e disse na época: 'Qualquer ser humano é passível de erro e estou extremamente arrependido, especialmente pela época da minha carreira, e assumo minhas responsabilidades e erros'.

Meu caro Bob, você errou dentro de quadra, pagou fora e deu a volta por cima sendo campeão. Assim é a vida e você soube aproveitar a oportunidade que lhe foi dada. Talento você tem de sobra.

 


 

Por Bruno Voloch às 09h33

Após vexame, CBV deve ter aprendido a lição

Desde a premiação da superliga feminina, essa história da premiação dos melhores da superliga estava mal explicada. Após a final masculina, ficou pior ainda. Sinto muito, de verdade.

Segundo reportagem do Uol Esporte, a CBV diz que 'a escolha dos melhores jogadores da Superliga não leva em consideração apenas as estatísticas. A partir de uma pré-lista enviada pela Confederação, os clubes também dão suas indicações, que somadas aos rankings resultam na lista de premiados'.

Pode até ser, não deveria, mas essa explicação definitivamente não cola. Nem mesmo os jogadores envolvidos acreditaram e a CBV foi obrigada a passar pelo vexame de ser ironizada pelos próprios atletas premiados. Lamentável, mas eles tem toda razão.

No caso de Lorena não dá para discutir, pois foi corretamente escolhido o melhor sacador da superliga. Repatriado após cinco anos jogando no exterior, o oposto foi o maior pontuador do campeonato, com 699 acertos.

Thiago Alves aparecia em sétimo lugar nas estatísticas de melhor atacante da competição. Tudo bem que Thiago tenha feito uma grande jogo na decisão, mas em uma só partida, a CBV "ignorou" o ranking e Thiago pulou do sétimo para o primeiro lugar. Sem graça, disse que o prêmio era uma mentira, admitindo que Wallace e Bob por exemplo mereceriam muito a premiação. Ele tem toda razão. Embora teha feito um ótimo campeonato, Thiago teve personalidade fazer tal piadinha e causou enorme desconforto.

E Rodrigão ? O cara estava em nono nas estatísticas e aparece em primeiro. Não dá. É bom a gente deixar claro que os jogadores em questão, caso de Rodrigão, não tem culpa alguma. Aliás, Rodrigão tem sim muito talento e poderia acabar como premiado, mas não dessa forma.

Já comentei no blog anterior a situação de Rodriguinho. O levantador de Montes Claros merece ser lembrado, foi importante na conquista do vice-campeonato, mas definitivamente não jogou mais que Bruno. Então porque Bruno não foi premiado ?

Porque já havia sido eleito o melhor em quadra. E foi mesmo, o melhor, mas também foi o levantador número 1 da superliga. Então CBV, porque não dar ao jogador da Cimed o prêmio de principal levantador ?

Eu sei. Política interna. Fora isso, Bruno tinha sido eleito 4 vezes o melhor levantador. Mas está escrito em algum lugar que o atleta não pode ser eleito o melhor por 5 vezes seguidas ?

Não que eu saiba.

Se existe, e não temos como fugir dele, o ranking deveria ser respeitado. Mas não é. Nem por nós e agora nem por eles. A credibilidade é zero. A CBV deveria se explicar e já que o prêmio é político, deixar claro antes da competição começar que nem sempre, ou na maioria das vezes, o mais bem colocado não é necessariamente o melhor. Depende qual clube o atleta defende, quantos vezes já foi premiado e quanto investe o patrocinador.

A diferença é que dessa vez o tom de deboche partiu dos próprios atletas. Uma bela e merecida resposta. 

Por Bruno Voloch às 09h08

Montes Claros foi brilhante e precisa valorizar o vice-campeonato

Diferente do feminino, o segundo lugar de Montes Claros precisa ser valorizado. O curioso nesse time mineiro, é que até a decisão, Montes Claros não havia sofrido nenhuma derrota por 3 a 0. O pior placar de Montes Claros apareceu justamente na decisão, mas prefiro acreditar em coincidência.

Realmente na decisão a Cimed foi muito superior nos 3 sets. Foi um resultado incontestável.

Mas não é por causa de uma derrota que tudo deve ser esquecido. Jamais. Nossa obrigação é lembrar que esse time chegou na decisão em sua primeira superliga e a obrigação da torcida é receber os jogadores e a comissão técnica de braços abertos. Torcida que merecia também ser premiada por ter percorrido junto com o time esse brilhante caminho na temporada 2009/2010.

Como não citar Lorena, o principal jogador do time e ídolo da torcida. Lorena teve uma atuação apenas regular na final, poderia ter jogado mais, porém no geral fez uma superliga espetacular.

Acácio e Piá foram fundamentais nas quartas de final e também na semifinal. Assim como Lorena, não renderam o que podiam e estamos acostumados a ver na partida final, mas nada apaga a boa superliga dos dois jogadores.

Rodriguinho recebeu o prêmio de melhor levantador da superliga. Prêmio injusto que deveria estar nas mãos de Bruno da Cimed, mas por questões políticas a CBV decidiu entregar para Rodriguinho. Nada contra, pelo contrário. Rodriguinho fez uma ótima superliga, mas não jogou mais bola que Bruno, me desculpe.   

O líbero Brendle foi uma grata surpresa e tem muito futuro. É um jogador talentoso, corajoso e que certamente irá crescer ainda mais nas próximas edições. 

E esse Ezinho ?

4 títulos, 4 vices e a malandragem de sempre. Passa, defende, jogador de grupo e que apesar da pouca estatura, sabe atacar como poucos.

Faço questão de citar o trabalho feito pelo técnico Talmo. Seu time, assim como a Cimed, no papel não era o melhor. Mas Montes Claros chegou na final superando o Cruzeiro e São Bernardo em partidas muito complicadas. Talmo fez Rodriguinho jogar bola como nunca vimos antes e sua equipe era uma das mais disciplinadas tecnicamente falando.

Talmo foi terceiro, agora segundo e sabe que mantendo os métodos e a filosofia de trabalho, em pouco tempo será primeiro colocado.      

Por Bruno Voloch às 00h53

Cimed : Vitória do planejamento

A Cimed não foi o time que mais investiu na superliga. Longe disso.

Mas a Cimed foi a equipe que talvez tenha melhor planejado e contratado para a temporada 2009/2010. Não basta ter dinheiro, orçamentos milionários e nomes de primeira linha, se não houver planejamento e estrutura. Vou além, empatia também. A Cimed conquistou Florianópolis e a cidade abraçou o projeto desde o início.

O supervisor Chico e o gerente de esportes Renan não podem ser esquecidos nessa hora de conquista. Não podem e nem devem. Eles também são responsáveis por mais essa conquista, porque dão todo o suporte necessário para o trabalho da comissão técnica.

Schwanke e Marcel são peças importantíssimas fora de quadra no auxílio ao treinador Marcos Pacheco.

Não acho que a Cimed tinha o melhor time. Não mesmo. Mas quem disse que era preciso ter o melhor time para vencer o campeonato ?

O Pinheiros está aí e nos serve de exemplo.

O segredo desse incrível time que chegou em 5 finais seguidas, foi com certeza a seriedade, o respeito aos adversários e a manutenção da base, ano a ano. 

   

Por Bruno Voloch às 00h18

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.