Blog do Bruno Voloch

23/10/2010

Mistério na lista oficial dos Estados Unidos deve acabar esse fim de semana

Há menos de uma semana da abertura do mundial feminino, a seleção norte-americana ainda não enviou a relação com as 14 jogadoras que jogarão a competição.

Brasil, Rússia, Itália e China, considerados favoritos ao título, já definiram com quais jogadoras brigarão pelo medalha de ouro.

O treinador Hugh McCutcheon mantém o mistério e disse que ainda tem dúvidas em algumas posições. McCutcheon deve mesmo levar 14 jogadoras, sendo que duas líberos e a veterana Lindsey Berg deve estar na lista final.

O problema é que a levantadora Berg não participou de nenhuma competição oficial em 2010, mas McCutcheon pretende aproveitar e não quer abrir mão da experiência de Berg. Hoje, Alisha Glass é a titular da posição.

Como ficou de fora dos amistosos contra o Brasil, a imprensa norte-americana chegou a cogitar a hipótese de Logan Tom ficar fora do mundial. Mas é improvável que isso aconteça.

Esse fim de semana, a lista oficial finalmente deverá ser divulgada.  

A levantadora Berg deve mesmo estar entre as 14 jogadoras e Nicole Davis e Stacy Sykora serão as líberos. Eleita a mvp do Grand Prix de 2010, a central Akinradewo está confirmadíssima para o mundial, assim como as atacantes Hooker, Metcalf, Nnamani e Bown.

Os Estados Unidos, atuais campeões do Grand Prix, estão no grupo C e fazem o primeiro jogo diante da Tailândia no dia 29.         

Por Bruno Voloch às 09h38

Ainda sem poder contar com Fürst, Alemanha vence amistoso contra o Japão

Faltando 6 dias para o início do mundial feminino, as seleções da Alemanha e do Japão realizaram mais um amistoso.

Dessa vez, a vitória foi da Alemanha por 3 a 1. Um set extra ainda foi disputado com o Japão ganhando por 15/12. 

Alemanha e Japão já tinham se enfrentado na última quinta-feira e as japonesas ganharam 4 dos 5 sets disputados.

No segundo jogo, a Alemanha ainda não contou com a presença da jogadora Fürst que segue sendo poupada para a estreia da seleção no mundial.

A Alemanha faz parte do grupo C e abre o mundial no dia 29 contra o Cazaquistão. As japonesas estão no grupo A e pegam a Polônia na rodada inicial.     

Por Bruno Voloch às 09h19

22/10/2010

Técnico da Itália 'banca' Paola Cardullo e chega com 15 atletas no Japão

O mistério continua na seleção italiana.

Faltando apenas uma semana para o início do campeonato mundial, o treinador Massimo Barbolini ainda não definiu as 14 jogadoras que serão inscritas na competição. 

Barbolini aposta na recuperação da líbero Paola Cardullo e por isso optou em levar 3 líberos para o Japão. Uma delas será cortada antes do mundial.

Paola Cardullo ainda se recupera de uma contusão no pé e caso não possa contar com a jogadora, Barbolini vai escolher entre Chiara Arcangelli e Imma Sirressi a substituta de Cardullo. A confiança na recuperação de Cardullo é grande e Barbolini disse que vai esperar até o último dia pela presença da atleta.

A Itália faz seu primeiro jogo no mundial dia 29 contra Porto Rico. 

 

Por Bruno Voloch às 09h18

19/10/2010

Cuba divulga lista oficial sem a presença de Calderón

Cuba definiu o grupo que vai disputar o mundial do Japão a partir do dia 30.

A surpresa ficou por conta da ausência de Rosir Calderón. A jogadora não foi relacionada e com isso Cuba não poderá contar na competição com uma de suas principais jogadoras.

As cubanas realizaram na semana passada 4 jogos amistosos contra a Holanda e conseguiram apenas uma vitória.

Cuba já conquistou por 3 vezes o título mundial, sendo que o último em 1998. No campeonato de 2006, Cuba ficou apenas com a sétima colocação.

Sexta colocada no ranking mundial, Cuba terá como adversários na primeira fase as seleções da Croácia, Alemanha, Cazaquistão, Tailândia e Estados Unidos.

As esperanças de Cuba no mundial são Yanelis Santos e Kenia Carcaces.

Por Bruno Voloch às 16h51

18/10/2010

Holandesa Debby Stam é mais uma ausência confirmada no mundial do Japão

O mundial feminino que começará no próximo dia 30 perdeu mais uma importante jogadora.

Debby Stam, um dos destaques da seleção holandesa, não disputará o mundial do Japão. A atacante não se recuperou de um problema na coluna e vai desfalcar a Holanda na competição. Em compensação, a levantadora Kim Staelens foi confirmada pelo treinador Avital Selinger.

Debby Stam se junta as brasileiras, Mari e Paula Pequeno e as italianas Guiggi e Merlo que também estarão fora por contusão.

O mundial do Japão também não contará com a italiana Barazza que está grávida e a polonesa Skowronska.

Através da federação, a China confirmou o retorno da oposta Zhou Suhong. Zhou foi titular da China na campanha da medalha de bronze na Olimpíada de Pequim em 2008.  

Por Bruno Voloch às 13h09

17/10/2010

Rússia mostra força, derrota Itália e ganha último torneio antes do mundial

A Rússia chega embalada para tentar conquistar o bicampeonato mundial feminino.

Jogando na cidade de Alassio na Itália, a Rússia ganhou de forma invicta a Edison Challenge Cup. Foram 3 jogos e 3 vitórias contra Sérvia, Itália e Croácia.

A Croácia perdeu os 3 jogos que disputou, a Sérvia ficou com a segunda colocação e a Itália ficou em terceiro. No última rodada, já sem chances de título, a Itália jogou com time misto contra a Sérvia e perdeu por 3 a 2.

O duelo mais esperado aconteceu na segunda rodada quando a Rússia derrotou a Itália por 3 sets a 2.

A russa Ekaterina Gamova foi a maior pontuadora e eleita a melhor jogadora do torneio.

Por Bruno Voloch às 19h30

Sobre o autor

Carioca, tem mais de 20 anos de profissão. Iniciou a carreira na extinta TV Manchete em 1988. Foram 6 anos até ser contrato pela Band Rio em 1994. No ano seguinte estava no Sportv/Globo onde foi idealizador e apresentador do programa Supervolley. Atuou como repórter de 1995 até 2003, e participou da cobertura dos campeonatos brasileiros de 1995 a 2003 em jogos ao vivo. Em 2004 se transferiu para o Bandsports, onde criou e comandou os programas "Roda de vôlei "e Linha de 3". Foi apresentador e comentarista de vôlei e basquete do canal. Em 2008 acumulou a função de diretor de jornalismo até setembro de 2009. De 2007 até 2009 foi colunista da rádio Bandnews FM do Rio e trabalhou nos jornais Lance e Jornal dos Sports. Participou da cobertura de 3 Copas do Mundo, 3 Olimpíadas e das últimas 3 últimas edições do Pan. Hoje é colunista do Jornal do Brasil e comenta futebol para a Bandnews FM/Rio de Janeiro e rádio Terê FM/Rio de Janeiro. É especialista em vôlei.

Sobre o blog

Opinião e informação sobre o que de mais relevante ocorre no vôlei no Brasil e no mundo.

Histórico

© 1996-2009 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.